Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde janeiro de 2010). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Laura Alvim
Nascimento 2 de novembro de 1902
Rio de Janeiro
Morte 22 de março de 1984 (81 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação filantropo, artista
Casa de Cultura Laura Alvim, Ipanema.

Laura Alvim (Rio de Janeiro, 2 de novembro de 1902 — Rio de Janeiro, 22 de março de 1984) foi um benemérita que lutou pelo sonho de transformar a sua casa em Ipanema num centro cultural.

BiografiaEditar

Em 1910 os seus pais mudam de casa, para a Av. Vieira Souto, na praia de Ipanema.

Neta de Angelo Agostini - desenhou a primeira charge infantil do Rio de Janeiro para a revista Tico-Tico -, e filha de Álvaro Alvim, introdutor do raio-x no país, cresceu num ambiente pleno de cultura.

Dada a sua beleza, e traços finos, é considerada por muitos a primeira garota de Ipanema.

Após a morte de seu pai, Laura dedicou-se a transformar a sua casa em uma casa de cultura para homenageá-lo e também para sua própria realização, já que Laura sempre foi apaixonada pelo teatro, mesmo nunca tendo tido coragem de segui-lo: o seu maior sonho era ser atriz.

Com a morte dos pais, Laura passou por momentos financeiros difíceis mas não a ponto de fazê-la desistir de seu sonho, mesmo após receber propostas milionárias pela casa.

Em 1983 Laura provou a sua sanidade mental e doou a casa ao Estado para seu utilizada para o fim que sempre sonhou. A inauguração teve lugar dois anos após a sua morte.

Laura nunca se casou, não teve filhos, mas antes da doação abriu as portas para muitas pessoas necessitadas.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Laura Alvim
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.