Abrir menu principal
Leão Rabduco
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação Governador
Religião Ortodoxia Oriental
Soldo de Romano I Lecapeno (r. 920–944) e Constantino VII Porfirogênito (r. 913–959)

Leão Rabduco (em grego: Λέων Ῥαβδοῦχος; transl.: Léo̱n Ravdoúchos; fl. 917) foi um nobre e diplomata bizantino do século X.

VidaEditar

Aparentemente foi um parente da reinante dinastia macedônica e um cunhado do famoso diplomata Leão Querosfactes.[1] Em 917, foi governador (estratego) do Tema de Dirráquio e emissário ao príncipe Pedro da Sérvia (r. 892–917) para persuadi-lo a atacar Simeão I (r. 893–927), com quem os bizantinos estavam em guerra.[2] Leão foi bem sucedido, mas o ataque sérvio falhou e Pedro foi levado cativo.[2] Do Sobre a Administração Imperial do imperador Constantino VII Porfirogênito (r. 913–959) é também conhecido que Leão mais tarde foi promovido do posto de protoespatário para magistro e tornou-se logóteta do dromo.[3]

Referências

  1. Tougher 1997, p. 229.
  2. a b Stephenson 2000, p. 26–27.
  3. Moravcsik 1967, p. 157.

BibliografiaEditar

  • Moravcsik, Gyula; Jenkins, R. J. H. (1967). Constantine Porphyrogenitus: De Administrando Imperio. Washington, Distrito de Colúmbia: Dumbarton Oaks Center for Byzantine Studies 
  • Stephenson, Paul (2000). Byzantium's Balkan Frontier: A Political Study of the Northern Balkans, 900–1204. Cambridge, Reino Unido: Cambridge University Press. ISBN 0-521-77017-3 
  • Tougher, Shaun (1997). The Reign of Leo VI (886-912): Politics and People. Leida, Países Baixos: Brill. ISBN 978-9-00-410811-0