Leandro Coelho Cardoso

Leandro Coelho Cardoso, mais conhecido como (Rio de Janeiro, 3 de Fevereiro de 1979) é um ex-futebolista brasileiro que atuava como meia-atacante.[1]

Informações pessoais
Nome completo Leandro Coelho Cardoso
Data de nasc. 3 de fevereiro de 1979 (42 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ),  Brasil
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição ex-meia-Atacante
Clubes de juventude
Brasil Flamengo
Clubes profissionais
Anos Clubes
1997–2000
2001
2002-2003
2003
2004
2005
2005
2006
2006
2007
2008
2008
2008
2009-2010
Brasil Flamengo
Brasil Internacional-RS
Brasil Flamengo
Portugal Belenenses
Portugal Nacional
Portugal Belenenses
Brasil Volta Redonda
Brasil Portuguesa-RJ
Brasil Luverdense
Angola Petro Luanda
Brasil Anápolis
Brasil Corinthians-AL
Brasil Teresópolis
Brasil Luverdense

CarreiraEditar

Lê é um meia-atacante que foi revelado pelo Flamengo, sendo um dos principais expoentes da geração de nascidos em 1979, que contava com nomes do naipe de Juan, Reinaldo e Júlio César.

Estreou pelo Fla em 1997, quando tinha apenas 18 anos de idade e já naquela época apresentou um belo cartão de visitas, sendo decisivo em algumas partidas. Dois anos após a sua estréia, em 1999, Lê viveria sua glória absoluta. Na decisão da Copa Mercosul de 1999, o Flamengo havia vencido o Palmeiras em casa por 4x3, e, assim, precisava apenas de um empate na casa do adversário para sagrar-se campeão. No jogo de volta, estava 3x2 para o Palmeiras até os 38 do segundo tempo. Este placar dava o título aos palmeirenses pela regra do gol fora de casa. Lê havia entrado minutos antes, e, após uma linda tabela com direito a passe de calcanhar do Reinaldo, Lê marcou o gol que deu o título ao clube.[2]

Tratado como joia desde a base do clube, Lê tinha tudo para se firmar no time titular após este gol importante. Entretanto, logo após, o Flamengo acertou uma parceria com a ISL, que trouxe vários craques, como Petkovic, Denílson e Alex, para a sua posição. A concorrência acirrada fez com que o meia tivesse muito poucas oportunidades.

Com poucas oportunidades no ano 2000, Lê foi emprestado no ano seguinte ao Internacional e, na volta, nunca mais foi o mesmo. Ele retornou do empréstimo em 2002 e ficou no rubro-negro carioca até 2003, quando foi negociado com o Belenenses, de Portugal. Desde então, ele começaria uma verdadeira peregrinação.

Em Portugal, Lê jogou no Belenenses em 2003, Nacional em 2004, e novamente Belenenses, em 2005. Depois dessa temporada na Europa, Lê retornou ao Brasil para jogar no Volta Redonda. Depois, Portuguesa-RJ, Luverdense, Petro Luanda de Angola, Anápolis, Corinthians-AL, Teresópolis e Luverdense, novamente. Nesta segunda passagem no Luverdense-MT, Lê sofreu uma séria lesão na coxa, e desde então ficou sem clube.[2]

ConquistasEditar

Flamengo

Referências

  1. esporte.uol.com.br/ Perfil do atleta
  2. a b c globoesporte.globo.com/ Achei! Sem clube, Lê lembra troca de churrasco por gol no Verdão em 99