Abrir menu principal

Leonor Luísa Gonzaga

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Leonor Gonzaga (desambiguação).
Leonor Luísa Gonzaga
Princesa de Guastalla
Eleonora Luisa Gonzaga, Duchess of Rovere and Montefeltro.jpg
Retrato de Leonor Luísa Gonzaga
Duquesa Consorte de Rovere e Montefeltro
Reinado 14 de julho de 17092 de fevereiro de 1711
 
Cônjuge Francisco Maria de Médici
Casa Casa Ducal de Guastalla
Dinastia Gonzaga, ramo dos Gonzaga-Guastalla
Nascimento 13 de novembro de 1686
  Guastalla, Coat of arms of the House of Gonzaga-Guastalla.svg Ducado de Guastalla
Morte 16 de março de 1741 (54 anos)
  Pádua, Flag of Most Serene Republic of Venice.svg República de Veneza
Pai Vicente Gonzaga, Duque de Guastalla
Mãe Maria Vitória Gonzaga

Leonor Luísa Gonzaga (em italiano: Eleonora Luisa Gonzaga ; Guastalla, 13 de novembro de 1686 - Pádua, 16 de março de 1741) foi uma nobre italiana, Princesa de Guastalla e Duquesa Consorte de Rovere e Montefeltro por casamento com Francisco Maria de Médici.

Era filha do segundo casamento de Vicente Gonzaga, Duque de Guastalla e Principe de Sabbioneta e Bozzolo, com Maria Vitória Gonzaga. Não teve descendência.

BiografiaEditar

Em 14 de julho de 1709 Leonor Luísa casou com Francisco Maria de Médici, Duque de Rovere e Montefeltro (títulos herdados de sua mãe). O seu marido era 48 anos mais velho e morbidamente obeso. Antes do casamento, Cosme III de Médici, Grão-Duque da Toscana, irmão do noivo e que instigara este casamento, enviara agentes a Guastalla para se certificar da sua aparência física. Concluíram que tinha uns lindos olhos e bonita pele, boca e busto. [1] A Casa de Médici necessitava desesperadamente de herdeiros masculinos; Francisco Maria, que anteriormente fora cardeal, fora libertado dos seus votos pela ação do seu irmão junto da hierarquia católica.

Leonor Luísa sentia repulsa pelo seu marido, recusando-se a cumprir os seus deveres matrimoniais e apesar de aconselhada pelo seu antigo confessor de Guastalla e pressionada por Cosme III, foi difícil persuadi-la dados os seus receios em contrair doenças sexualmente transmissíveis. Francisco Maria teve que superar esta situação constrangedora e, por fim, o casamento foi consumado. Contudo, não foi gerado qualquer filho o que deixou Francisco Maria devastado.[2]

Em 2 de fevereiro de 1711, Francisco Maria morre de hidropsia, deixando dívidas exorbitantes.[3] Leonor Luísa continuou a viver na corte Toscana até à morte do seu sobrinho, o Grão-Duque João Gastão de Médici. Depois, transferiu-se para Pádua, na República de Veneza, onde veio a falecer em 16 de março de 1741.


Títulos e tratamentosEditar

  • 13 de novembro de 1686 - 14 de julho de 1709 Donna Leonor Luísa Gonzaga
  • 14 de julho de 1709 - 2 de fevereiro de 1711 Sua Alteza a duquesa de Rovere
  • 2 de fevereiro de 1711 - 16 de março de 1741 Sua Alteza a duquesa viúva de Rovere


AscendênciaEditar

ReferênciasEditar

  1. Acton, pág. 246
  2. Acton, pág. 250
  3. Acton, pág. 251


Ligações externasEditar

BibliografiaEditar

  • Harold Acton, The Last Medici, Macmillan, Londres, 1980, ISBN 0-333-29315-0
  • Giuseppe Coniglio, I Gonzaga, Dall'Oglio, Varese, 1977, ISBN-10 8877183292


Ver tambémEditar