Santa Lidvina ou Santa Liduína (Schiedam, 18 de março de 1380 Schiedam, 14 de abril de 1433), foi uma devota católica neerlandesa padroeira dos patinadores. Ela também é lembrada por ser um dos primeiros casos documentados de esclerose múltipla.

Santa Lidvina
Lidvina cai no gelo. Ilustração de 1898 do livro A vida de Lidvina, por John Brugman
Nascimento Schiedam, Sacro Império Romano-Germânico 
ca. 1380
Morte Schiedam, Sacro Império Romano-Germânico 
1433
Veneração por Igreja Católica
Canonização 14 de março de 1890
por Papa Leão XIII
Festa litúrgica 14 de abril
Gloriole.svg Portal dos Santos

VidaEditar

Aos 15 de idade, Lidvina estava patinando no gelo quando caiu e quebrou uma costela. Ela nunca se recuperou e se tornou progressivamente inválida para o resto da vida. Sua biografia diz que ela teve paralisia em todo o seu corpo exceto pela mão esquerda, e tinha hemorragias na boca, orelhas e nariz. Hoje em dia alguns especialistas apontam que Santa Lidvina é um dos primeiros casos conhecidos de pacientes com esclerose múltipla.

Depois da sua queda, Ladvina começou uma prática de jejuar e adquiriu fama como uma mulher sagrada e curadora de doenças.

Pelos próximos 34 anos, as condições de Lidvina deterioram lentamente, ainda que tenha acontecido alguns momentos de remissão, até sua morte aos 53 anos em 1433.

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Lidvina
  • Saint Lydwine of Schiedam, J.-K. Huysmans (tradução para o inglês: Ages Hastings), TAN Books and Publishers, Inc, 1923/79. ISBN 0-89555-087-3

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre a biografia de um(a) santo(a) ou um(a) beato(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.