Liga Antidifamação

Liga Antidifamação (ADL; anteriormente conhecida como a Liga Antidifamação da B'nai B'rith) é uma organização não governamental judaica internacional com sede nos Estados Unidos. Descrevendo-se como "agência de direitos civis/relações humanas da nação", a ONG afirma que "luta contra o antissemitismo e todas as formas de intolerância, defende os ideais democráticos e protege os direitos civis para todos" e afirma fazer isso através da "informação, educação, legislação e defesa".[1][2]

Liga Antidifamação
Diretor Jonathan Greenblatt
Fundador(a) Sigmund Livingston

HistóriaEditar

Fundada em outubro de 1913 por Ordem Independente da B'nai B'rith, um clube de serviço judaico dos Estados Unidos, sua missão original era "parar, sob o argumento de razão e consciência e, se necessário, por meio de apelos à lei, a difamação do povo judeu. Seu objetivo final é assegurar a justiça e o tratamento justo a todos os cidadãos iguais e colocar um fim para sempre à discriminação injusta e desleal contra e ridicularização de qualquer seita ou grupo de cidadãos."[1] A Liga tem 29 escritórios nos Estados Unidos e três escritórios em outros países, mas sua sede está em Nova York. Desde 1987, Abraham Foxman foi o diretor nacional nos Estados Unidos. Em novembro 2014 era anunciado que Jonathan Greenblatt será o novo diretor nacional nos Estados Unidos.[3] O presidente nacional nos Estados Unidos é Marvin D. Nathan.[4]

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.