Lilia Aragón

política mexicana

Lilia Isabel Aragón del Rivero (Cuautla, Morelos, 22 de setembro de 1938 - Cuernavaca, 2 de agosto de 2021) foi uma atriz de cinema, teatro e televisão mexicana.[1]

Lilia Aragón
Nome completo Lilia Isabel Aragón del Rivero
Nascimento 22 de setembro de 1938
Cuautla, Morelos
Morte 2 de agosto de 2021 (82 anos)
Cuernavaca, Morelos
Ocupação Atriz
Cônjuge Enrique Soto (divorciados)
Guillermo Mendizábal (divorciados)
Outros prêmios
(Performance Feminina) Academia Mexicana de Ciências e Artes Cinematográficas

Ganhou o prêmio da Academia Mexicana de Ciências e Artes Cinematográficas na categoria "Performance Feminina" pelo filme "Ángel de Fuego".[2]

BiografiaEditar

Lilia é filha de Eliseo Aragon Rebolledo. Seus avós eram proprietários da tenda Ofelia.

Ela estudou interpretação na Escola de Artes Teatrais e do Centro Universitário de Teatro (CUT) e logo entrou na oficina de teatro Hugo Argüelles. Também foi aluna dos professores Fernando Wagner, Jose Luis Ibanez e Hector Mendoza. Ele também estudou a linguagem do corpo e da pantomima com Alejandro Jodorowsky e fez cursos com Hector Azar.

Casou duas vezes, primeiro com Enrique Soto, com quem teve três filhos: Gabriela, Enrique e o ator Alejandro Aragon. Após seu divórcio ela se casou com o editor Guillermo Mendizabal, com quem teve seu quarto filho, Paul. Mas o casamento também fracassou. Em seguida, ela trabalhou como escritor de quadrinhos para várias publicações de Posada Editorial, como Duda (1971) e Professor Planet (1974). É avó de cinco netos.[3]

Em 2006, a atriz disputou o cargo de secretaria-geral da ANDA com o ator Sergio Goyri. Lilia saiu vencedora com 895 votos, contra 650 do Sergio.[4] A atriz deixou o cargo em 2009. [5]

Lilia morreu em Cuernavaca no dia 2 de agosto de 2021.[6]

CarreiraEditar

TelenovelasEditar

CinemaEditar

  • La cama (2012) .... Milagros
  • Morgana (2012) .... Tía Carolina
  • Sin sentido (2002) .... Carlota Elizarrarás
  • Dos gallos de oro (2002)
  • En las manos de Dios (1996)
  • La insaciable (1992)
  • Ángel de fuego (1992) .... Refugio
  • Ciudad sin ley (1990)
  • Crimen imposible (1990)
  • A garrote limpio (1989)
  • Moon spell (1987)
  • Veneno para las hadas (1984) .... Mamá de Flavia (voz)
  • Tepito sí (1982)
  • La Guera Rodríguez (1978)
  • La mujer perfecta (1977)
  • El Rey (1975) .... Melchorita
  • Payo - un hombre contra el mundo (1974)
  • El jardín de tía Isabel (1971)
  • Alguien nos quiere matar (1969) .... Friné, esposa de Omán
  • Mictlan o la casa de los que ya no son (1969)

TeatroEditar

  • Las viejas vienen marchando
  • Los monólogos de la vagina
  • Muerte sin fin
  • Examen de maridos
  • Divinas palabras
  • Los argonautas
  • Juego de reinas
  • El ritual de la salamandra
  • Nube nueve
  • Machos
  • La casa de Bernarda Alba
  • Bodas de sangre

Prêmios e indicaçõesEditar

TVyNovelasEditar

Ano Categoria Telenovela Resultado
2006 Melhor atriz antagonista La esposa virgen Indicado
1987 Melhor atriz antagonista Cuna de lobos Indicado

Referências

  1. «Lilia Aragón: Biografia». Novelas y Séries. Consultado em 14 de junho de 2015 
  2. «Venceu na categoria Performance Feminina com o filme 'Ángel de Fuego', nos prêmios concedidos pela Academia Mexicana de Ciências e Artes Cinematográficas.». Atitude e Visão. 2 de agosto de 2021. Consultado em 2 de agosto de 2021 
  3. «Biografia de Lilia Aragón». Cine Papaya. Consultado em 14 de junho de 2015 
  4. «Lilia Aragón, nueva lideresa de la ANDA». Cronica. 27 de março de 2006. Consultado em 14 de junho de 2015 
  5. «Abandona Lilia Aragón Asamblea General Ordinaria de la ANDA». Cronica. Consultado em 14 de junho de 2015 
  6. «Faleceu! Lilia Aragón que interpretou a vilã Odete em Amores Verdadeiros, morre aos 82 anos». Atitude e Visão. 2 de agosto de 2021. Consultado em 2 de agosto de 2021 

Ligações externasEditar