Abrázame muy fuerte

Abrázame muy fuerte
Abraça-me muito forte (BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 45 min.
Criador(es) Caridad Bravo Adams
País de origem México
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es) Miguel Córcega
Produtor(es) Salvador Mejía Alejandre
Elenco Victoria Ruffo
Aracely Arámbula
César Évora
Fernando Colunga
Rossana San Juan
Nailea Norvind
Pablo Montero
Helena Rojo
Alicia Rodríguez
Arnaldo André
Lilia Aragón
Carmen Salinas
René Casados
Toño Mauri
Tina Romero
ver mais
Tema de abertura «Abrázame muy fuerte» por (Juan Gabriel)
Tema de encerramento «Niña y Mujer» por (Aracely Arámbula)
«Abrázame muy fuerte» (Instrumental)
Empresa(s) produtora(s) Televisa
Exibição
Emissora original Canal de las Estrellas
Transmissão original 31 de julho de 20002 de fevereiro de 2001
Episódios 135
Cronologia
Programas relacionados Pecado mortal
Que te perdone Dios

Abrázame muy fuerte (no Brasil, Abraça-me Muito Forte) é uma telenovela mexicana produzida pela Televisa e exibida no Canal de las Estrellas entre 31 de julho de 2000 e 2 de fevereiro de 2001, substituindo Siempre te amaré e antecedendo El derecho de nacer em 135 capítulos de 45 minutos, aproximadamente. Original de Caridad Bravo Adams, é um remake da telenovela Pecado mortal, produzida em 1960.

Conta com Victoria Ruffo, Aracely Arámbula, Fernando Colunga, Carmen Salinas, Nailea Norvind, César Évora, Helena Rojo e Rossana San Juan nos papeis principais.

AntecedentesEditar

 Ver artigo principal: Telenovelas da Televisa

EnredoEditar

Primeira FaseEditar

Cristina Alvarez Rivas (Victoria Ruffo) é uma jovem bonita e doce que vive na Fazenda Bananal, junto a seu pai, Severiano Alvarez (Joaquín Cordero), um homem poderoso e autoritário, e sua mãe, Consuelo Rivas de Alvarez, uma mulher nobre e refinada. Cristina se apaixona por Diego Fernandes (Osvaldo Ríos), um peão que trabalha na fazenda. Ela, sabendo que seu pai nunca aceitaria sua relação com um peão, se entrega a ele como uma maneira de demonstrar seu amor. Por meio de Estela (Rossana San Juan), empregada da fazenda, Severiano descobre a relação de sua filha com Diego. Explode em raiva e decide queimar a cabana onde vive Diego, jurando que nunca os deixará estar juntos, mas não consegue o matar. Quando está prestes a agredir Cristina, ela o confessa que está grávida. Para evitar a vergonha que sua filha seja mãe solteira, Severiano ordena de imediato que Estela e Cristina viajem a Vila Formosa para que lá tenha seu bebê.

Cristina dá a luz a una menina e, junto a Estela, voltam à fazenda depois do parto. Severiano paga Estela para que crie a menina, chamada Maria do Carmo, como se fosse sua filha, e assim levá-la para longe da fazenda, porque para ele representa a maior vergonha por ser filha de um peão. O caseiro mente para Cristina dizendo que foi Estela que roubou o dinheiro e sequestrou a menina. Cristina se desespera, ao mesmo tempo que Frederico Rivero (César Évora) chega a fazenda e pede a Severiano a mão de sua filha.

Frederico é um homem impiedoso e ambicioso, que planeja se casar com Cristina por meio de chantagens. Frederico traz de volta Estela com a menina à fazenda. Cristina se emociona, mas Frederico a diz que se não aceitar ser sua esposa, Estela e a menina desaparecerão para sempre e ela nunca mais voltará a ver sua filha. Cristina detesta Federico, mas ante a morte de Severiano e vendo ela e sua mãe à mercê da maldade de Frederico, ela aceita se casar com ele só para estar perto de sua filha. No entanto, depois do casamento, Frederico diz a Cristina que Estela seguirá como a mãe de Maria do Carmo e ela, para todos, será sua madrinha.

Frederico descobre que Diego ainda está procurando Cristina. Ela se encontra com ele e ambos planejam fugir juntos com a menina à noite. Frederico o encontra e, furioso, está prestes a brigar com ele, mas Diego vai embora a pedido de Cristina. À noite, quando eles estão prestes a fugir, Frederico se adianta a Cristina e consegue detê-la, abusando dela. Mais tarde, ele mata Diego o atropelando com sua caminhonete. Ao descobrir a morte de Diego, Cristina perde as forças, mas logo se recupera e toma controle da fazenda. Expulsa Estela e pede o divórcio para Frederico, mas este provoca um acidente automobilístico no qual Cristina perde o filho que esperava dele e fica cega. Com isso, Frederico fica livre para dispor da fortuna de sua esposa à vontade.

Segunda FaseEditar

15 anos se passam e Maria do Carmo (Aracely Arámbula) cresceu e se tornou uma jovem bela e honesta, criada com carinho e dedicação por sua "madrinha" Cristina, e não por Estela, que constantemente a maltrata e humilha. Estela sempre foi uma mulher inescrupulosa e calculista, e agora se converteu na amante de Frederico, sendo cúmplice de todas suas maldades. Carlos Manuel Rivero (Fernando Colunga), o sobrinho de Frederico, é um jovem honesto e trabalhador que volta ao povoado depois de terminar seus estudos de medicina no exterior. Frederico, além de ter relações com Estela, é amante de Déborah Falcão (Nailea Norvind), uma mulher muito atraente, mas cínica e oportunista, que também se apaixona por Carlos Manuel. Ao descobrir, Frederico tenta por todos as formas afastar Déborah de seu sobrinho. No meio disso, Maria do Carmo conhece Carlos Manuel e se apaixona profundamente por ele, provocando ciúmes em José Maria Montes (Pablo Montero), um peão da fazenda que se apaixonou por Maria do Carmo quando ambos ainda eram crianças.

Déborah, ao descobrir que Carlos Manuel se apaixonou por Maria do Carmo, se enfurece e se une a Frederico, recorrendo a toda classe de artimanhas para separá-los. Mas, apesar do distanciamento e das adversidades, o amor que ambos sentem resultará mais forte que qualquer intriga, pois é aí que a vida cobra as palavras "Abraça-me muito forte".

ElencoEditar

Ator Personagem
Victoria Ruffo Cristina Alvarez Rivas / Cristina Alvarez Rivas de Rivero
Aracely Arámbula Maria do Carmo Campusano / Maria do Carmo Fernandes Alvarez
César Évora Frederico Rivero
Fernando Colunga Carlos Manuel Rivero Carrillo
Rossana San Juan Estela Campusano
Nailea Norvind Déborah Falcão / Déborah Falcão de Rivero
Pablo Montero José Maria Montes / José Maria Alvarez Montes
Helena Rojo Diana Guillén de Moreno
Juliana Guillén
Alicia Rodríguez Consuelo Rivas de Alvarez
Arnaldo André Dr. João Luis Rocha
Rosita Quintana Edwiges da Cruz e Ferreira
Lilia Aragón Efigênia da Cruz e Ferreira
Carmen Salinas Célia Ramos
René Casados Francisco José Bravo / Fernando Joaquim Bravo Falcão
Toño Mauri Padre Moisés
Sergio Reynoso Comandante Renan Munhoz
Tina Romero Alzira Carrillo
Aurora Clavel Vitória
Dacia González Adelaide Campusano
Mario Casillas Marcelino
Eduardo Noriega Pedro Montes
Alicia Montoya Gumercinda Montes
Toño Infante Ernesto Rocha
Ignacio Guadalupe Benito
Dacia Arcaráz Lena de Ruiz
Jorge de Silva Abel Ramos / Abel Bravo "Abelzinho"
Paco Ibáñez Joaquim
Rosita Pelayo "A Loira"
Lalo "El Mimo" Casemiro
Verónika con K Casilda
Esther Rinaldi Nívia Munhoz
Eduardo Rodríguez Máximo "Max" Ruiz
Fabián Lavalle Dr. Fabiano Anaya
Raúl Buenfil "O Dândi"
Emilia Guiú Flora Bravo Falcão
Humberto Elizondo Bernardo Orozco
Liza Willert Clementina
Ricardo Chávez Maciel "O Motor"
Carlos Amador Nicolas
Emely Faride Paquita Silva
Ana Hally Marina
Charly Santana Edmundo "Chiquinho" González Gómez
Luis Fernando Torres Domingo Montes
José Antonio Ferral Fábio Ruiz
Pedro Romo Apolinário
Abril Campillo Anita
Alberto Chávez Artêmio
Fidel Pérez Michel Santos Rey "O Mão Negra"
Alberto Inzúa Porfírio Moreno
Rosy Safont Professora Marisa
Dolores Salomón "Bodokito" Alberta
Shirley Florência
Patricia Villasaña Regina Cantú
Eduardo Cuervo Jorge

Participações especiaisEditar

Ator Personagem
Osvaldo Ríos Diego Fernandes
Ernesto Alonso Padre Bosco
Roque Casanova Dr. Germano Silva
Joaquín Cordero Severiano Alvarez de la Peña
René Muñoz Regino
Miguel Córcega Padre Inácio
Manuel Capetillo Jr. Miguel Salvador Zamudio
Rubén Morales Jaime Estrada
Manuel Raviela Silvério
Gabriel Roustand Chente
Sergio Zaldívar Jesus
Esteban Franco Agente
Rudy Casanova Curandeiro
Jorge Veytia Amigo de Jorge
Alejandro Villeli Mordomo demitido por Porfírio
Omar Ayala Peão
Raul Ortiz Médico
Oscar Eugenio Menino
Roberto Navarro Menino
Luis Maya Carlos Manuel Rivero Carrillo (menino)
Julián Noble José Maria Montes (menino)
Eduardo Santamarina Ele mesmo

ProduçãoEditar

  • História original - Caridad Bravo Adams
  • Versão livre - René Muñoz
  • Adaptação - Liliana Abud
  • Edição literária - Dolores Ortega
  • Cenografía - María Teresa Ortiz
  • Ambientação - María del Carmen Sánchez
  • Figurino - Olivia Alva Pulido, Janeth Villa Gómez
  • Música original - Jorge Avendaño
  • Tema Principal (música e letra) - Juan Gabriel
  • Direção musical e arranjos do tema principal - Eduardo Magallanes
  • Edicção - Adrián Frutos, Marco Rocha
  • Chefes de produção - Laura Mezta, Mirko Ruggiero Bermich
  • Coordenador de produção - Bosco Primo de Rivera
  • Coordenação geral - Federico Alarcón
  • Coordenação de musicalização - Luis Alberto Diazayas
  • Direção de câmeras em movimento - Jesús Nájera
  • Direção de cena em movimento - Víctor Manuel Fouilloux
  • Produtora associada - Nathalie Lartilleux
  • Direção de câmaras - Alejandro Frutos, Manuel Ángel Barajas
  • Direção de cena - Miguel Córcega
  • Produtor - Salvador Mejía

Trilha SonoraEditar

  1. Niña y Mujer - Aracely Arámbula
  2. Donde estás corazón - Pablo Montero
  3. Con el Corazón en la Mano - Grupo Liberacion
  4. Casi te olvido - Pablo Montero
  5. Como Yo - Grupo Liberacion
  6. Cuando ya no me quieras - Pablo Montero
  7. Miedo - Pepe Aguilar
  8. Que voy hacer sin ti - Pablo Montero
  9. Si Estuvieras Conmigo - Grupo Liberacion
  10. Vuelve junto a mi - Pablo Montero
  11. Cruz de olvido - Pablo Montero
  12. Abrázame muy fuerte - Juan Gabriel

AudiênciaEditar

No MéxicoEditar

No horário das 20 horas, acumulou média de 24.2 pontos.[1] No seu último capítulo, alcançou 42.2 pontos de média.[2] No horário das 21 horas obteve média de 29.6 pontos.[3]

No BrasilEditar

Na sua primeira exibição, a trama foi um sucesso, e obteve ótimos 12 pontos.[4]

Na sua reprise, em 2014, a trama estreou com ótimos 5 pontos, mas a audiência não se manteve, chegando a marcar 2.9 pontos no terceiro capítulo. A audiência oscilava entre 3 e 4 pontos diários. Na sua reta final a audiência melhorou, marcando 5.9 pontos no penúltimo capítulo. Terminou com média geral de 3.84 pontos, um fracasso para o horário.

TransmissãoEditar

No MéxicoEditar

A trama estreou no México no dia 31 de julho de 2000, em horário nobre, substituindo a telenovela Siempre te amaré.[5] Devido aos altos níveis de audiência, em 13 de novembro de 2000 a trama foi remanejada para às 21 horas, um horário ainda mais competitivo, substituindo a novela Mi destino eres tú. Com a mudança de horário, a trama passou a apresentar cenas mais fortes, que no horário anterior eram amenizadas.[6]

No BrasilEditar

No Brasil, foi exibida pelo SBT entre 1 de outubro de 2001 e 22 de abril de 2002 em 146 capítulos, substituindo O Direito de Nascer[7] e sendo substituída por Amigas e rivais.

A trama foi reprisada a partir de 17 de março de 2014, substituindo La madrastra no horário da tarde.[8] Porém devido a baixa audiência, a trama foi bastante cortada e teve seu fim antecipado, encerrando-se no dia 30 de maio de 2014, com apenas 53 capítulos e não tendo substituta.[9]

A novela recebeu classificação Livre desde a sua primeira exibição. Durante a sua exibição, a emissora então solicitou a revisão da atual classificação para “não recomendado para menores de dez anos” e comprometeu-se a exibir apenas conteúdo compatível com essa faixa etária.

No dia 30 de junho de 2014, um mês após o término da reprise, o Ministério da Justiça resolve reclassificar Abraça-me Muito Forte de "Não recomendada para menores de 10 anos" para "não recomendada para menores de 12 anos" por conter violência, insinuação sexual e drogas lícitas.[10]

Foi reprisada pelo canal pago TLN Network com edição original e áudio dublado desde o dia 1 de julho de 2019, substituindo A Dona.

Exibição internacionalEditar

  La Red (2000/2001)
  Megavisión (2007/2008)
  TVN (2013)
  GMA Network
  SBT (2001-2002/2014)
  Localia
  Gama TV
  Telefuturo
  América Televisión
  Telemicro
  TCS
  Televicentro de Nicaragua
  Canal RCN
  TLNovelas
  TV Star
  Latele
  Azul TV
  Venevisión
  TVN
  TV2
  Cool TV (2012)
  TVM
  Telemetro Canal 13
  POP TV
  TV3
  UniMÁS
  Acasa TV

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Nomeações Resultado
2001 Prêmio TvyNovelas[11] Melhor Telenovela Venceu
Melhor Atriz Protagonista Aracely Arámbula Indicada
Melhor Ator Protagonista Fernando Colunga Venceu
Melhor Atriz Antagonista Nailea Norvind Venceu
Melhor Ator Antagonista César Évora Venceu
Melhor Primeira Atriz Helena Rojo Venceu
Melhor Primeiro Ator Joaquín Cordero Venceu
Melhor Atriz Co-Protagonista Carmen Salinas Indicado
Melhor ator co-protagonista Pablo Montero Venceu
Melhor revelação masculina Indicado
Melhor tema musical Juan Gabriel Indicado
Melhor história ou adaptação Liliana Abud Venceu
Melhor direção de cena Miguel Córcega Venceu
Prêmios El Heraldo de México Melhor Telenovela Venceu
Melhor atriz Aracely Arámbula Venceu
Melhor ator Fernando Colunga Venceu
Prêmios La Maravilla Telenovela do ano Venceu
Atriz do ano Aracely Arámbula Indicado
Ator do ano Fernando Colunga Indicado
Vilã do ano Nailea Norvind Indicado
Vilão do ano César Évora Venceu
Melhor atriz principal Helena Rojo Venceu
Carmen Salinas Indicado
Atuação estelar masculina do ano Pablo Montero Venceu
Atuação estelar feminina do ano Lilia Aragón Venceu
Mehor co-atuação feminina do ano Victoria Ruffo Venceu

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Histórico de Novelas das 20 horas» (PDF). Menoc MX. Consultado em 19 de setembro de 2015. Arquivado do original (PDF) em 23 de novembro de 2015 
  2. «Ratings de capítulos finales de telenovelas - México». Foro Point Azul. 7 de janeiro de 2010. Consultado em 19 de setembro de 2015 
  3. «Ratings promedio telenovelas de TELEVISA en horario estelar!». Foro Point Azul. 3 de março de 2010. Consultado em 19 de setembro de 2015 
  4. «Audiência das novelas mexicanas no SBT». Bcharts. 1 de maio de 2013. Consultado em 31 de julho de 2015 [ligação inativa]
  5. «Abrázame muy fuerte se estrena el lunes» (em espanhol). El Universal. 26 de julho de 2000. Consultado em 9 de junho de 2015 
  6. «Tendrá Abrázame Muy Fuerte horario estelar» (em espanhol). NetWork 54. 26 de outubro de 2000. Consultado em 9 de junho de 2015 
  7. Redação (30 de setembro de 2001). «SBT ataca com outra mexicana». UOL. Folha de S.Paulo. Consultado em 20 de fevereiro de 2014 
  8. «"Abraça-me Muito Forte" substituirá "A Madrasta" nas tardes do SBT». Jovem Pan. 20 de fevereiro de 2014. Consultado em 9 de junho de 2015. Arquivado do original em 30 de setembro de 2015 
  9. João Gabriel Batista (23 de maio de 2014). «"Por Ela Sou Eva" e "Abraça-me" chegam ao fim na próxima sexta no SBT». Na Telinha. Consultado em 9 de junho de 2015 
  10. «Ministério da Justiça reclassifica "Abraça-me Muito Forte"». rd1.ig.com.br. 14 de maio de 2014. Consultado em 10 de abril de 2016 
  11. Página de Univisión.
  12. «Zuria Vega y Mark Tacher protagonizarán el remake de "Abrázame muy fuerte"». Tv Novelas Magazine. 5 de novembro de 2014. Consultado em 9 de junho de 2015 [ligação inativa]

Ligações ExternasEditar