Linha 12 (Metro de Barcelona)

A Linha 12 do Metro de Barcelona é operada pela FGC. A configuração atual esta em funcionamento desde 2016.[1]

Estação Provença.
Esquema atual da L12.

O trecho pode ser considerado o mais antigo percurso ferroviário urbano do mundo. A linha original entrou em operação em 1863, nove anos após a derrubada das muralhas da cidade de Barcelona.

Na época a atração dos trens era feita a vapor. A bitola seguia o padrão da bitola ibérica.

CronologiaEditar

  • 2002: É aprovado o Plano Diretor de Infraestrutura 2001-2010, que contempla o projeto mal definido.
  • 2003: A Autoridade de Transporte Metropolitano aprova o projeto.
  • 2006: A linha 12 é substituída por outros projetos e extensões.
  • 2016: Todo o planejamento da linha 12 é substituído por um trem vaivém entre as estações Sarrià e Reina Elisenda.

Informações técnicasEditar

Cor malva
Número de estações 2
Tipo Metro convencional
Distância 0,5km.
Trens Série 112, 113 e 114.
Tempo de viagem 1 minutos.
bitola da via 1.435 mm (bitola internacional)
Tração Eletricidade
Trecho ao ar livre Nenhum
Cobertura de telefone celular Disponível em toda linha
Oficinas e páteos de manobra
Operadora FGC

Referências

  1. «Dilluns es restableix el servei de trens entre les estacions de Sarrià i Reina Elisenda». Govern de la Generalitat de Catalunya. 7 de setembro de 2016. Consultado em 1 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 1 de agosto de 2018 

BibliografiaEditar

  • Fernández Cano, Marian. «Anàlisi de l'evolució de l'accessibilitat a la xarxa ferroviària de Barcelona». Universitat Politècnica de Catalunya, maig 2009. (em catalão)
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Linha 12 (Metro de Barcelona)
  Este artigo sobre metropolitanos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.