Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Linnean Society of London
Lema "Naturae Discere Mores"
Tipo Associação acadêmica
Fundação 1881 de O primeiro parâmetro é necessário, mas foi fornecido incorretamente!
Sede Burlington House, Londres, Reino Unido
Paul Brakefield
Sítio oficial www.linnean.org

A Sociedade Linneana de Londres ( em inglês Linnean Society of London) é uma sociedade científica dedicada ao estudo e a divulgação da história natural, evolução e taxonomia. Foi fundada em 1788, e deve seu nome ao naturalista sueco Carl von Linné (1707-1778).[1]

Sua sede está situada em Burlington House, Piccadilly Circus, Londres. Todas as pessoas de acordo com os objetivos da Sociedade podem tornar-se membros.[1] Também edita a revista "The Linnean", dedicada à história desta sociedade e a taxonomia em geral.

ColeçõesEditar

As coleções botânicas e zoológicas de Linné, que seu filho Carlos Linneo Júnior herdou, foram adquiridas em 1783 por Sir James Edward Smith, primeiro Presidente da Sociedade, atualmente conservadas nesta instituição. As coleções incluem 14.000 plantas, 158 peças, 1.564 conchas, 3.198 insetos, 1.600 livros e 3.000 cartas e documentos.

A Sociedade conserva também a coleção pessoal de Sir J.E. Smith. No inventário feito no "Smith Herbarium Project" do Museu Nacional de Liverpool foram limpas e reparadas 6.000 espécimes.

Medalhas e prêmiosEditar

As seguintes medalhas e prêmios são concedidos pela Sociedade Linneana:

  • Medalha Linneana, estabelecida em 1888, concedida anualmente, no princípio alternadamente a um botânico ou a um zoologista,a partir de 1958 é concedida anualmente para os dois.
  • Prêmio H. H. Bloomer, estabelecido em 1963, por herança do naturalista amador Harry Howard Bloomer, que recompensa um naturalista não profissional que prestou alguma contribuição importante ao conhecimento biológico.
  • Prêmio Bicentenário, estabelecido em 1978, pelo 200º aniversário da morte de Linné. Este prêmio recompensa um pesquisador com menos de 40 anos.
  • Prêmio Smythies, estabelecido em 1986, que recompensa contribuições à botânica.
  • Prêmio Irene Manton, estabelecido em 1990, que recompensa a melhor dissertação em botânica escrita durante um ano escolar.

Sociedades Linneanas pelo mundoEditar

Referências

  1. a b Gage, Andrew Thomas; Stearn, William Thomas (1988). A Bicentenary History of the Linnean Society of London (em inglês). [S.l.]: Linnean Society of London. ISBN 978-0122731501 

Ligações externasEditar