Lorenzo Dalla Porta

Lorenzo Dalla Porta (Prato, 22 de junho de 1997) é um motociclista italiano que compete na MotoGP (Moto2), pela equipe Italtrans Racing Team.

Lorenzo Dalla Porta
Dalla Porta 2016 (cropped).jpg
Dalla Porta em 2016.
Nacionalidade italiano
Data de Nascimento 22 de junho de 1997 (25 anos)
Natural de Prato, Itália
Registros no MotoGP
Equipe Atual Italtrans Racing Team
Moto # 19
Títulos 1 (Moto3, 2019)
Largadas 106
Vitórias 5
Pódios 16
Pole positions 1
Voltas Rápidas 3
Pontos 479
Posição no campeonato de 2021 23º (10 pontos)

CarreiraEditar

Competiu na FIM CEV Moto3 Junior World Championship, disputando 24 corridas entre 2015 e 2016, ano em que foi campeão: foram 10 pódios em 12 etapas, obtendo 214 pontos.

Também em 2015, estreou na Moto3 substituindo o espanhol Isaac Viñales a partir do GP dos Estados Unidos. Pilotando uma Husqvarna FR250GP, Dalla Porta cruzou a linha de chegada em 28º lugar, uma volta atrás do vencedor, Livio Loi. Sua melhor posição foi um 8º lugar conquistado na etapa do Reino Unido.

Em 2016, foi usado como substituto de 3 pilotos: Philipp Öttl (Itália), Jorge Navarro (Países Baixos)[1] e Romano Fenati (últimas 7 provas)[2]. Terminou o campeonato com 12 pontos e a trigésima posição na classificação geral.

Sua primeira temporada completa foi em 2017, pilotando uma moto Mahindra MGP3O da equipe Aspar Mahindra Moto3[3]. Dalla Porta conquistou apenas 9 pontos e encerrou o campeonato em 28º lugar.

Para 2018, assinou com a Leopard Racing, onde pilotaria uma Honda NSF250RW[4], conquistando seu primeiro pódio no Catar, onde chegou na terceira posição, e sua primeira vitória foi em San Marino[5], além de ter conseguido 3 segundos lugares. Fechou a temporada em quinto lugar, com 151 pontos.

Em 2019, seguiu na Leopard Racing[6] e conquistou o título da Moto3 com 11 pódios (4 vitórias, 6 segundos lugares e um terceiro), confirmado com a vitória na Austrália[7] e encerrando o campeonato com 279 pontos.

Promovido à Moto2 em 2020, Dalla Porta foi para a Italtrans Racing Team, onde pilotaria uma moto Kalex. Foram apenas 5 pontos conquistados e o 27º posto na classificação. Em 2021, disputou 14 etapas, repetindo a posição da temporada anterior, agora com 10 pontos (o dobro da temporada anterior). Seus pontos negativos foram a desclassificação na França por uma infração técnica e a não-largada em Silverstone.

LinksEditar

Referências

  1. «Dalla Porta sustituirá a Navarro en Assen» [Dalla Porta substitutes for Navarro at Assen]. Marca (em espanhol). Unidad Editorial. 14 de junho de 2016. Consultado em 26 de junho de 2016 
  2. «Romano Fenati officially out of VR46, Dalla Porta in». Crash.net. Crash Media Group. 18 de agosto de 2016. Consultado em 1 de setembro de 2016 
  3. «Dalla Porta set to join Moto3 grid from 2017». MotoGP.com. Dorna Sports. 13 de agosto de 2016. Consultado em 24 de setembro de 2016 
  4. «Dalla Porta joins Bastianini at Leopard in 2018». MotoGP.com. Dorna Sports. Consultado em 13 de outubro de 2017 
  5. «Lorenzo Dalla Porta vence a primeira pela Moto3, em Misano». Motonline. 9 de setembro de 2018. Consultado em 25 de abril de 2022 
  6. «Leopard Racing: Auch 2019 mit Lorenzo Dalla Porta/Moto3 SPEEDWEEK». SPEEDWEEK (em alemão) 
  7. «Dalla Porta vence GP eletrizante na Austrália e conquista título da Moto3». Grande Prêmio. 26 de outubro de 2019. Consultado em 25 de abril de 2022