Abrir menu principal
Reino de Lovek

Reino

1525 – 1593
Continente Ásia
Região Sudeste Asiático
País Camboja
Capital Lovek
Governo Monarquia
Rei
 • 1516 -1566 Ang Chan I
 • 1566 -1576 Baromreachea I
 • 1566 -1594 Chey Chettha I
Período histórico Idade Media
 • 1525 Fundação
 • 1593 Dissolução


Lovek (significando "encruzilhada") foi a capital de um antigo reino Khmer após a conquista de Angkor, pelos Siamese em 1431. Pouco mais de uma aldeia atualmente, está localizada na província de Kampong Chhnang, ao norte de Oudong no Camboja.

Índice

HistóriaEditar

No século XVI, após a vitória de Ponhea Chan na [guerra civil]] entre ele e Sdech Kan (ou Srei Neay Kan) que durou de 1516 a 1529, Ponhea se tornou o novo rei do Camboja, sendo ele coroado com o nome de rei Ang Chan I.

O rei Ang Chan I (1516-1566), um dos poucos grandes monarcas Khmer do período pós-Angkorian, mudou a capital de Phnom Penh para Lovek.[1] Longvek esta localizada a meio caminho entre Phnom Penh e o extremo sul do Tonle Sap e foi escolhido pelo rei Ang Chan (1516-1566) como a sua capital por causa de seu terreno facilmente defensável.[2] Ele ordenou que seu palácio fosse construído em Longvek em 1553.[2] Como resultado, nesse periodo o Camboja era muitas vezes referido como "Lovek" ou "Longvek" pelos viajantes estrangeiros.

Exploradores e missionários portugueses e espanhóis que visitaram a cidade, localizada às margens do Tonle Sap, um rio ao norte de Phnom Penh, a descrevem como um lugar de riquezas fabulosas.[1] Os produtos comercializados são muitos, incluindo pedras preciosas, metais, seda e algodão, incenso, marfim, laca, pecuária (incluindo elefantes), e corno de rinoceronte (valorizada pelos chineses como um medicamento raro e potente).[1] Ao final do século XVI e início do século XVII, Lovek continha florescentes comunidades de chineses, indonésianos, malaios, japoneses, árabes, espanhóis e portugueses ligados ao comércio exterior. A eles se juntaram mais tarde ingleses e holandeses.[1][3] Entre os europeus que visitaram a cidade destaca-se Blas Ruiz de Hernán González, o qual torno-se amigo do rei Satha,[4] e o aventureiro portugues Diogo Beloso, oriundo de Amarante.

Os siameses, liderados pelo rei Naresuan, deram um golpe fatal a independência do Camboja, capturando Lovek em 1593/1594.[3] Crônicas cambojanas descrever a queda de Lovek como uma catástrofe da qual a nação nunca se recuperou totalmente.[3]

Mais do que a conquista de Angkor um século e meio antes, a captura pelos siameses de Lovek marcou o início do declínio do Camboja.[5]

No período histórico que se seguiu, Camboja tornou-se um peão na luta pelo poder entre seus dois vizinhos cada vez mais poderosos, Sião e Vietnam.[6]

Em 1594 a capital foi transferida por um breve periodo para Srey Santhor (1594-1620) e mais tarde para Oudong[2](1620-1863).

Lovek Era (1525-1593)Editar

Nome Nome Pessoal Reinado
Ney Khan Ney Khan 1512-1516
Ang Chan I Ponhea Chan 1516-1566
Baromreachea I ou Paramindharaja IV Satha Len 1566-1576
Chey Chettha I Sri Jetthadhiraja 1576-1594

NotasEditar

  • Texto inicialmente baseado na tradução dos artigos «Lovek» na Wikipédia em inglês e «Monarques du Cambodge» na Wikipédia em francês.

Referências

  1. a b c d «cambodias_struggle_for_survival». workmall.com [ligação inativa]
  2. a b c «Lovek». britannica.com 
  3. a b c Library of Congress Country Studies. «CAMBODIA'S STRUGGLE FOR SURVIVAL, 1432-1887» 
  4. Trudy Jacobsen, Lost Godness ISBN 8776940012 e ISBN 978-8776940010
  5. Library of Congress Country Studies. «Camboja: Domination by Thailand and by Vietnam» 
  6. cambodia/1653 «Camboja» Verifique valor |url= (ajuda). cambodian.info/history-of cambodia