Abrir menu principal

D. Luis de la Cerda era um nobre espanhol do século XIV, parente dos reis de França e de Castela. Ficou conhecido por ter reivindicado para Castela as ilhas das Canárias. Após alguma polêmica, dado que vários pescadores e exploradores portugueses já tinham chegado às Canárias, as ilhas acabaram mesmo por ser atribuidas aos castelhanos, pelo Papa Clemente VI.

Este, em 1344, concedeu o senhorio destas ao nobre D. Luís de la Cerda, em troca da sua promessa de cristianizar os indígenas. Por fim, a 11 de Dezembro de 1344, solicita ao rei Fernando IV de Castela que apoie D. Luís de La Cerda, o que este faz, dando-lhe ainda o título de Príncipe de la Fortuna. São-lhe concedidos todos os demais direitos reais, incluindo a cunhagem de moeda, e o patronato das igrejas e mosteiros que construisse, embora as disputas entre as coroas castelhana e portuguesa viessem a impedir que chegasse a tomar posse.

Ver tambémEditar


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.