Luísa Sofia de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Augustemburgo

(Redirecionado de Luísa de Schleswig-Holstein)

Teodora Luísa Sofia Adelaide Henriqueta Amélia (8 de abril de 1866 - 28 de abril de 1952) foi uma filha do duque Frederico VIII de Eslésvico-Holsácia e da princesa Adelaide de Hohenlohe-Langenburg.

Luísa
Princesa da Prússia
Princesa de Eslésvico-Holsácia
Princess Louise Sophie of Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg.jpg
Luísa
Consorte Frederico Leopoldo da Prússia
Nascimento 8 de abril de 1866
  Quiel, Alemanha
Morte 28 de abril de 1952 (86 anos)
  Hesse, Alemanha
Pai Frederico VIII de Eslésvico-Holsácia
Mãe Adelaide de Hohenlohe-Langenburg
Filho(s) Vitória Margarida da Prússia
Frederico Sigismundo da Prússia
Frederico Carlos da Prússia
Frederico Leopoldo da Prússia

FamíliaEditar

Luísa era a sexta filha do duque Frederico VIII de Eslésvico-Holsácia e da sua esposa, a princesa Adelaide de Hohenlohe-Langenburg. Era irmã mais nova da princesa Augusta Vitória de Eslésvico-Holsácia, imperatriz da Alemanha através do seu casamento com o kaiser Guilherme II e do duque Ernesto Gunter de Eslésvico-Holsácia.

Os seus avós paternos eram o duque Cristiano Augusto II de Eslésvico-Holsácia e a condessa Luísa Sofia de Danneskjold-Samsøe. Os seus avós paternos eram o duque Ernesto I de Hohenlohe-Langenburg e a princesa Feodora de Leiningen, meia-irmã da rainha Vitória do Reino Unido.[1]

Casamento e descendênciaEditar

No dia 24 de Junho de 1889, a princesa Luísa casou-se com o príncipe Frederico Leopoldo da Prússia.[2] Frederico era o filho mais novo do príncipe Frederico Carlos da Prússia e da princesa Maria Ana de Anhalt-Dessau e um bisneto do rei Frederico Guilherme III da Prússia. O seu casamento curou uma velha ferida, visto que o pai do noivo tinha sido um dos principais responsáveis pela vitória da Prússia em Eslésvico-Holsácia durante a Eslésvico-Holsácia.[3]

O casamento foi uma grande cerimónia, realizada no Palácio de Charlotemburgo em Berlim. Um espectador comentou que a cerimónia “foi executada com todo o esplendor que tal evento exigia e mostrou que o imperador não está disposto a desistir de nenhuma da pompa e circunstância que foram típicas dos seus antepassados, não, de facto até as tem vindo a aumentar".[3] Estiveram presentes muitas figuras importantes, incluindo o cunhado de Luísa, o cáiser Guilherme II, e o rei Jorge I da Grécia. Juntos tiveram quatro filhos:

VidaEditar

Luísa esteve muitas vezes perto da morte. Em 1896, enquanto patinava no gelo perto do Castelo de Glenicke em Potsdam, o gelo quebrou, levando consigo Luísa e uma das suas damas-de-companhia.[4] Apesar de terem sido salvos, o príncipe Frederico Leopoldo foi repreendido por Guilherme II e condenado a passar duas semanas preso no seu quarto. Guilherme era cunhado de Luísa e, segundo uma fonte, terá repreendido Frederico devido à indiferença que mostrou perante o acidente da esposa.[4] No ano seguinte, Luísa caiu de uma sela quando estava a andar de cavalo e foi arrastada por ele pela estrada, acabando por ser salva pelo ajudante-de-campo do seu marido.[5]

Luísa representava muitas vezes a sua irmã, a imperatriz, em eventos sociais e visitas a hospitais. Teve uma vida muito sofrida, visto que três dos seus quatro filhos morreram novos enquanto ela ainda estava viva. O seu filho Frederico Carlos foi o primeiro, vindo a morrer de ferimentos graves contraídos durante a Primeira Guerra Mundial em 1917, Vitória morreu em 1923 de gripe espanhola, e Frederico Sigismundo morreu devido a uma queda de cavalo em 1927. Luísa morreu no dia 28 de abril de 1952, aos 86 anos de idade em Bad Nauhein, Hesse, Alemanha.[1]

Referências

  1. a b C. Arnold McNaughton, The Book of Kings: A Royal Genealogy, in 3 volumes (London, U.K.: Garnstone Press, 1973), volume 1, page 67.
  2. Lundy, Darryl. "The Peerage: Luise Prinzessin von Schleswig-Holstein-Sonderburg-Augustenburg". http://thepeerage.com/p10865.htm#i108650.
  3. a b "Berlin's Royal Wedding", The New York Times, 7 de Julho de 1889
  4. a b "The Emperor Exhibits Temper", The New York Times, 5 de Janeiro de 1896, http://query.nytimes.com/gst/abstract.html?res=9C02E4D8153EE333A25756C0A9679C94679ED7CF&scp=2&sq=Prince+Frederick+Leopold+of+Prussia+Louise&st=p
  5. "Princess Frederick Leopold's Narrow Escape From Death", The New York Times (Berlin), 14 de Agosto de 1897