Mário Martins Meireles

historiador brasileiro

Mário Martins Meireles (São Luís, 8 de março de 1915 [1]- 10 de maio de 2003) foi um historiador e professor brasileiro. Foi membro da Academia Maranhense de Letras, onde ocupou a cadeira de nº 9. [2].

Mário Martins Meireles
Nome completo Mário Martins Meireles
Nascimento 8 de março de 1915
São Luís (MA)
Morte 10 de maio de 2003 (88 anos)
São Luís (MA)
Nacionalidade brasileiro
Ocupação historiador
professor

BiografiaEditar

Filho de Verliniano Parga Leite Meireles e Maria Martins Meireles. Fez seus estudos no Maranhão. Foi Auditor Fiscal do Tesouro Nacional, serviu na Bahia, no Maranhão, em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Delegado Seccional do Imposto de Renda em Juiz de Fora, MG, e Delegado Regional no Maranhão. Professor em escolas secundárias em São Luís. Em 1953 foi catedrático fundador de História da América da Faculdade de Filosofia de São Luís, hoje integrada à UFMA. Foi membro do Conselho Técnico-Administrativo daquela Faculdade, Chefe do Departamento de História, Coordenador do Núcleo de Documentação e Pesquisa Histórica e Geografia, membro do Conselho Editorial e do Conselho Universitário, Chefe de Gabinete da Reitoria e Vice-Reitor Administrativo. Diretor da Indústria e Comércio S.A., do Banco do Maranhão, Chefe da Casa Civil do Governo do Estado (1972/1975).

Foi sócio correspondente do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, admitido em 17 de dezembro de 1973. [3].

ObrasEditar

  • O Imortal Marabá (1948)[1]
  • Gonçalves Dias e Ana Amélia (1950) [1]
  • Panorama da Literatura Maranhense (1955)[1]
  • Pequena História do Maranhão (1959)
  • O 5º Centenário do Infante D. Henrique no Maranhão (1960)
  • História do Maranhão (1960)
  • França Equinocial (1962)
  • Guia Turístico de S. Luís do Maranhão (1962)
  • Glorificação de Gonçalves Dias (1962) - colaborador
  • Catulo, seresteiro e poeta (1963)
  • S. Luís, Cidade dos Azulejos (1964)
  • D. Diogo de Sousa, Governador e Capitão General do Maranhão (1970)
  • História da Independência no Maranhão (1972)
  • Símbolos nacionais do Brasil e estaduais do Maranhão (1972)
  • Santos Dumont e a conquista dos céus (1973)
  • Melo e Póvoas. Governador e Capitão General do Maranhão (1974)
  • História da Arquidiocese de S. Luís do Maranhão (1977)
  • O ensino superior no Maranhão (1982)
  • Os negros do Maranhão (1983)
  • O Brasão d’Armas de S. Luís do Maranhão (1983)
  • São Luís com S (1984) - em parceria com José Chagas e Manuel de Jesus Lopes
  • O Maranhão e a República (1990)
  • Os holandeses no Maranhão (1991)
  • Apontamentos para a História da Medicina no Maranhão (1993)
  • Rosário do Itapecuru-Grade (1994)
  • Junta Comercial do Estado do Maranhão (1995)
  • João de Barros, primeiro donatário do Maranhão (1996)
  • O Brasil e a partição do mar-oceano (1999)

Referências

  1. a b c d Meireles, Mário M. (1955). Panorama da Literatura Maranhense 1.ª ed. São Luís - Maranhão: Imprensa Oficial. 251 páginas 
  2. MORAES, Jomar (8 de maio de 2013). «Mário Martins Meireles». Academia Maranhense. Consultado em 4 de março de 2019 
  3. «Mário Martins Meireles». Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Consultado em 4 de março de 2019 


Precedido por
Catulo da Paixão Cearense
  AML - cadeira 9
1948 — 2003
Sucedido por
João Maria Ramos Martins