Abrir menu principal

Messier 10

(Redirecionado de M10)
Messier 10
Messier 10 visto pelo Telescópio Espacial Hubble.
Descoberto por Charles Messier
Data 1764
Dados observacionais (J2000)
Constelação Ophiuchus
Tipo VII
Asc. reta 16h 57m 08,99s[1]
Declinação -04° 05′ 57,6″[1]
Distância 14 300 anos-luz (4,4 kpc)
Magnit. apar. 6,4[1]
Dimensões 20',0
Características físicas
Massa 2,25 x 105 massas solares[2]
Raio 41,6 anos-luz
Outras denominações NGC 6254
Messier 10
Ophiuchus constellation map.png

Messier 10 (NGC 6254) é um aglomerado globular de estrelas na constelação de Ofiúco. Foi descoberto pelo francês Charles Messier em 29 de maio de 1764, que catalogou o sistema como o décimo objeto de sua lista. Messier descreveu o aglomerado como uma nebulosa sem estrelas, embora anos mais tarde, William Herschel, descobridor de Urano, tenha descoberto que o sistema era formado por milhares de estrelas distintas.

O aglomerado tem um diâmetro angular de cerca de 20 minutos de arco, cerca de dois terços do diâmetro angular da Lua na abóbada celeste, correspondendo a um diâmetro real de 80 anos-luz. Sua distância da Terra é de cerca de 14 300 anos-luz.

Descoberta e visualizaçãoEditar

O aglomerado globular foi descoberto pelo astrônomo francês Charles Messier em 29 de maio de 1764 e descrita por ele como uma nebulosa sem estrelas. William Herschel foi o primeiro a resolver suas estrelas mais brilhantes cerca de 20 anos mais tarde.[3]

CaracterísticasEditar

 
Messier 10, projeto 2MASS

Tem uma magnitude aparente 7 e um diâmetro aparente de cerca de 20 minutos de arco em fotografias de longa exposição, o que corresponde a um diâmetro real de 83 anos-luz, considerando a sua distância em relação à Terra de 14 300 anos-luz. Seu núcleo mais brilhante tem menos da metade do diâmetro total, cerca de 35 anos-luz. Pertence à classe VII em densidade estelar segundo a classificação de Harlow Shapley e Helen Sawyer Hogg, onde aglomerados de classe I são os mais densos e os de classe XII são os menos densos.[3]

Está se afastando radialmente da Terra a uma velocidade de 69 km/s e contém apenas três estrelas variáveis, segundo Robert Burnham, Jr., ou quatro, de acordo com Rinaldo Monella. O aglomerado completa uma órbita em torno do centro da Via-Láctea em cerca de 140 milhões de anos, cruzando o disco galáctico a cada 53 milhões de anos. Sua órbita tem uma excentricidade de 0,21.[3][2]

Ver tambémEditar

GaleriaEditar

Referências

  1. a b c «M 10 -- Globular Cluster». SIMBAD Astronomical Database. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 19 de março de 2010 
  2. a b Gnedin, Oleg Y.; Lee, Hyung Mok; Ostriker, Jeremiah P. (1999). «Effects of Tidal Shocks on the Evolution of Globular Clusters». Astrophysical Journal. 522 (2): 935–949. Bibcode:1999ApJ...522..935G. doi:10.1086/307659 
  3. a b c Hartmut Frommert e Christine Kronberg (21 de agosto de 2007). «Messier Object 10» (em inglês). SEDS. Consultado em 26 de maio de 2012 

Ligações externasEditar

     NGC 6252  •  NGC 6253  •  NGC 6254  •  NGC 6255  •  NGC 6256   
  Este artigo sobre um aglomerado globular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.