Maîtresse-en-titre

A maîtresse-en-titre era amante chefe do rei de França. Era uma semi-posição oficial, que veio com seus próprios aposentos. O título surgiu durante o reinado de Henrique IV e continuou até o reinado de Luís XV.

A partir do reinado de Luís XIV, o termo foi aplicado, tanto na tradução ("amante oficial") como no original em francês, para referir-se à principal amante de qualquer monarca ou homem proeminente, quando o seu relacionamento com ela não era clandestino, como os relacionamentos com Vibeke Kruse, Jeanne Batista d'Albert de Luynes, Lola Montez  ou Magda Lupescu.

Notáveis amantes reais francesasEditar

Carlos V de França

  • Biette de Casinel (1340–1380)

Carlos VI de França

Carlos VII de França

Luís XI de França

  • Phélisé Regnard
  • Marguerite de Sassenage (1449-1471)

Francisco I de França

Henrique II de França

Carlos IX de França

Henrique III de França

  • Louise de La Béraudière du Rouhet
  • Renée de Rieux de Châteauneuf
  • Veronica Franco (1546-1591)
  • Marie van Kleef (1553-1574), Condessa de Beaufort

Henrique IV de França

Luís XIII de França

Luís XIV de França

Luís XV de França

Luís XVIII de França

Veja tambémEditar

Ligações externasEditar