Madalena Sibila de Hesse-Darmestádio

Madalena Sibila de Hesse-Darmestádio (28 de abril de 165211 de agosto de 1712) foi uma regente do ducado de Württemberg de 1677 a 1692 e uma conhecida compositora de hinos barrocos.

Madalena Sibila
Condessa de Hesse-Darmestádio
Duquesa de Württemberg
Duquesa de Württemberg
Período 6 de novembro de 167323 de junho de 1677
Antecessor(a) Maria Doroteia Sofia de Oettingen
Sucessor(a) Joana Isabel de Baden-Durlach
 
Cônjuge Guilherme Luís de Württemberg
Descendência Leonor Doroteia de Württemberg
Everarda de Württemberg
Everardo Luís de Württemberg
Madalena Guilhermina de Württemberg
Nascimento 28 de abril de 1652
  Darmestádio, Alemanha
Morte 11 de agosto de 1712 (60 anos)
  Kirchheim unter Teck, Alemanha
Pai Luís VI de Hesse-Darmestádio
Mãe Maria Isabel de Holsácia-Gottorp

FamíliaEditar

Madalena Sibila era a filha mais velha do conde Luís VI de Hesse-Darmestádio e da duquesa Maria Isabel de Holsácia-Gottorp. Os seus avós paternos eram o conde Jorge II de Hesse-Darmestádio e a princesa Sofia Leonor da Saxónia. Os seus avós maternos eram Frederico III, Duque de Holsácia-Gottorp e a duquesa Maria Isabel da Saxónia.[1]

InfânciaEditar

Madalena nasceu em Darmestádio, mas como perdeu a mãe ainda em criança foi criada pela sua tia, Edviges Leonor de Holsácia-Gottorp, rainha da Suécia, em Estocolmo onde se tornou muito religiosa.

Casamento e descendênciaEditar

Durante uma visita a Württemberg, Madalena ficou noiva do duque Guilherme Luís de Württemberg. A cerimónia realizou-se no dia 6 de novembro de 1673 em Darmestádio e o casal teve os seguintes filhos:

  1. Leonor Doroteia de Württemberg (1674-1683), morreu aos nove anos de idade;
  2. Everarda Luísa de Württemberg (1675-1707);
  3. Everardo Luís de Württemberg (18 de setembro de 1676 - 31 de outubro de 1733), duque de Württemberg, casado com a duquesa Joana Isabel de Baden-Durlach; com descendência;
  4. Madalena Guilhermina de Württemberg (7 de novembro de 1677 - 30 de outubro de 1742), casada com o marquês Carlos III Guilherme de Baden-Durlach; com descendência.

Vida em WürttembergEditar

Seis meses depois do casamento, o duque Everardo III de Württemberg morreu, fazendo com que Madalena e Guilherme Luís subissem ao trono de Württemberg. Em 1677, também o seu marido morreu de ataque cardíaco, fazendo assim com que Sibila de vinte e cinco anos se tornasse duquesa reinante e regente do seu filho Everardo Luís que subiria ao trono em 1693, aos dezasseis anos de idade.

Apesar de ser piedosa e prudente em todas as suas decisões, Madalena era muito popular entre os seus súbditos. As suas crenças religiosas são bem visíveis nos hinos que escreveu, a maior parte dedicados ao protestantismo. Entre 1690 e 1692 trabalhou com o compositor Johann Pachelbel. Após a ascensão do seu filho ao trono, a duquesa retirou-se para o Castelo de Kirchheim, onde morreu.

GenealogiaEditar

Os antepassados de Madalena Sibila de Hesse-Darmestádio em três gerações
Madalena Sibila de Hesse-Darmestádio Pai:
Luís VI de Hesse-Darmestádio
Avô paterno:
Jorge II de Hesse-Darmestádio
Bisavô paterno:
Luís V de Hesse-Darmestádio
Bisavó paterna:
Maria Isabel de Holstein-Gottorp
Avó paterna:
Sofia Leonor da Saxónia
Bisavô paterno:
João Jorge I, Eleitor da Saxônia
Bisavó paterna:
Madalena Sibila da Prússia
Mãe:
Maria Isabel de Holsácia-Gottorp
Avô materno:
Frederico III, Duque de Holsácia-Gottorp
Bisavô materno:
João Adolfo, Duque de Holsácia-Gottorp
Bisavó materna:
Augusta da Dinamarca
Avó materna:
Maria Isabel da Saxónia
Bisavô materno:
João Jorge I, Eleitor da Saxônia
Bisavó materna:
Madalena Sibila da Prússia

Referências

FontesEditar
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Madalena Sibila de Hesse-Darmestádio