Maggie Hamilton

Margaret Hamilton (1 de setembro 1867 – 31 de janeiro de 1952) foi uma artista escocesa conhecida por seu trabalho com pinturas e bordados.

Maggie Hamilton
Maggie Hamilton, por James Guthrie
Nascimento 1 de setembro de 1867
Glasgow, Escócia
Morte 31 de janeiro de 1952 (84 anos)
Helensburgh, Escócia
Nacionalidade escocesa

BiografiaEditar

Hamilton nasceu em Glasgow e cresceu em Helensburgh depois que sua família se mudou para lá.[1][falta página] Embora ela não tivesse nenhum treinamento formal em arte, Hamilton se associou aos Glasgow Boys através de seu irmão mais velho, James Whitelaw Hamilton.[2][falta página] Em 1883, enquanto estava com seu irmão em Cockburnspath, onde os Glasgow Boys passavam os verões, Hamilton foi convidada a ajudar a mãe de James Guthrie com tarefas domésticas. Guthrie posteriormente pintou vários retratos de Hamilton, mais notavelmente seu retrato de grupo de diploma de 1892, Midsummer.[carece de fontes?]

Em 1897, Hamilton casou-se com o arquiteto Alexander Nisbet Paterson, irmão mais novo do artista James Paterson.[3][falta página] A casa da família, The Long Croft, foi projetada por Paterson e decorada por Hamilton no estilo Artes e Ofícios, com figuras e desenhos florais e bordados.[4][falta página] Já há um tempo, Hamilton vinha produzindo pinturas a óleo de flores, mas também começou a pintar composições de natureza morta. No final da década de 1890, seus bordados de seda chinesa eram apreciados por muitos.[1]

Ao longo de sua carreira, Hamilton teve mais de noventa obras exibidas no Real Instituto de Belas Artes de Glasgow, e mais de quarenta na Academia Real Escocesa.[1] Ela era membro da Sociedade das Mulheres Artistas de Glasgow e serviu dois mandatos de três anos como vice-presidente.[2]

Hamilton e Paterson tiveram dois filhos juntos, incluindo a artista Viola Paterson.[3] Em 1977, a Galeria Belgrave de Londres realizou uma exposição coletiva de trabalhos de membros da família Paterson que incluía um grande bordado de Hamilton, no qual ela havia trabalhado por cinco anos. O Museu e Galeria de Arte de Kelvingrove possui exemplos de seu trabalho.[1]

Referências

  1. a b c d Peter J.M. McEwan (1994). The Dictionary of Scottish Art and Architecture. Antique Collectors' Club. [S.l.: s.n.] ISBN 1 85149 134 1 
  2. a b Paul Harris & Julian Halsby (1990). The Dictionary of Scottish Painters 1600 to the Present. Canongate. [S.l.: s.n.] ISBN 1 84195 150 1 
  3. a b David Buckman (2006). Artists in Britain Since 1945 Vol 1, A to L. Art Dictionaries Ltd. [S.l.: s.n.] ISBN 0 953260 95 X 
  4. Jude Burkhauser (Editor) (1990). Glasgow Girls Women in Art and Design 1880-1920. Canongate. [S.l.: s.n.] ISBN 184195151X