Abrir menu principal

Magnolia virginiana


Como ler uma infocaixa de taxonomiaMagnolia virginiana
Magnolia virginiana em flor.
Magnolia virginiana em flor.
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Subclasse: Magnoliidae
Ordem: Magnoliales
Família: Magnoliaceae
Subfamília: Magnolioideae
Tribo: Magnolieae
Género: Magnolia
Subgénero: M. subg. Magnolia
Secção: M. sect. Magnolia
Espécie: M. virginiana
Nome binomial
Magnolia virginiana
L.
Distribuição geográfica
Magnolia virginiana range map 3.png
Ilustração mostrando a espécie.

Magnolia virginianaé uma espécie de árvores pertencente ao género Magnolia. Foi a primeira magnólia que foi descrita cientificamente, sendo a espécie tipo do género Magnolia. Como Magnolia é também o género tipo de todas as angiospermas, esta espécie pode ser considerada como representativa do grupo.

DescriçãoEditar

Magnolia virginiana é uma árvore caducifólia, raramente perenifólia, de até 30 m de altura, originária do sueste dos Estados Unidos. A espécie comporta-se como caducifólia na generalidade das localidades, mas é perenifólia em áreas com invernos mais suaves no sul da sua área de distribuição natural e semi-perenefólia ou caducifólia mais a norte.

As folhas são alternas, simples (não lobadas nem pinatifólias), com margens inteiras, com 6 a 12 cm de comprimento e 3 a 5 cm de largura.

As flores são de um branco cremoso, com 8–14 cm de diâmetro, com 6-15 tépalas. As flores produzem um intenso aroma semelhante a baunilha que se sente a bastantes metros de distância.

TaxonomiaEditar

A espécie Magnolia virginiana foi descrita por Carolus Linnaeus e publicada em Species Plantarum 1: 535–536. 1753.[1]

A etimologia do nome genérico deriva do seu epónimo, o botânico francês Pierre Magnol, de Montpellier (França). O epíteto específico virginiana é um epíteto geográfico que alude à origem do espécime tipo, o actual estado norte-americano da Virgínia.

A espécie apresenta volumosa sinonímia, incluindo:

  • Magnolia glauca var. longifolia Pursh
  • Magnolia glauca var. pumila Nutt.[2][3]
var. australis Sarg.
  • Magnolia australis (Sarg.) Ashe
  • Magnolia virginiana subsp. australis (Sarg.) A.E.Murray
subsp. virginiana
  • Magnolia australis var. parva (Ashe) Ashe
  • Magnolia burchelliana Steud.
  • Magnolia fragrans Salisb.
  • Magnolia fragrans Raf.
  • Magnolia glauca (L.) L.
  • Magnolia glauca var. argentea DC.
  • Magnolia glauca var. latifolia Aiton
  • Magnolia glauca var. longifolia Aiton
  • Magnolia gordoniana Steud.
  • Magnolia virginiana var. glauca L.
  • Magnolia virginiana var. parva Ashe
  • Magnolia virginiana var. pumila Nutt.

Notas

  1. «Magnolia virginiana». Tropicos.org. Missouri Botanical Garden. Consultado em 9 de maio de 2013 
  2. «Magnolia virginiana en PlantList» 
  3. «Magnolia virginiana». World Checklist of Selected Plant Families. Consultado em 9 de maio de 2013 

BibliografiaEditar

  • Anonymous. 1986. List-Based Rec., Soil Conserv. Serv., U.S.D.A. Database of the U.S.D.A., Beltsville.
  • Correll, D. S. & M. C. Johnston. 1970. Man. Vasc. Pl. Texas i–xv, 1–1881. The University of Texas at Dallas, Richardson.
  • Fernald, M. 1950. Manual (ed. 8) i–lxiv, 1–1632. American Book Co., New York.
  • Flora of North America Editorial Committee, e. 1997. Magnoliidae and Hamamelidae. Fl. N. Amer. 3: i–xxiii, 1–590.
  • Gleason, H. A. 1968. The Choripetalous Dicotyledoneae. vol. 2. 655 pp. In H. A. Gleason Ill. Fl. N. U.S. (ed. 3). New York Botanical Garden, New York.
  • Gleason, H. A. & A.J. Cronquist. 1991. Man. Vasc. Pl. N.E. U.S. (ed. 2) i–910. New York Botanical Garden, Bronx.
  • Godfrey, R. K. & J. W. Wooten. 1981. Aquatic Wetland Pl. S.E. U.S. Dicot. 933 pp. Univ. Georgia Press, Athens.
  • Long, R. W. & O. K. Lakela. 1971. Fl. Trop. Florida i–xvii, 1–962. University of Miami Press, Coral Cables.
  • Meyer, F. G. 1992. Magnoliaceae Family for Flora of North America. 32 pp.
  • Radford, A. E., H. E. Ahles & C. R. Bell. 1968. Man. Vasc. Fl. Carolinas i–lxi, 1–1183. University of North Carolina Press, Chapel Hill.
  • Small, J. K. 1933. Man. S.E. Fl. i–xxii, 1–1554. Published by the Author, New York.
  • Wunderlin, R. P. 1998. Guide Vasc. Pl. Florida i–x, 1–806. University Press of Florida, Gainseville.

Ligações externasEditar