Manuel Marques de Sousa (1°)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Manuel Marques de Sousa, veja Manuel Marques de Sousa (desambiguação).

Manuel Marques de Sousa (Rio Grande, 27 de fevereiro de 1743Rio de Janeiro, 22 de setembro de 1820) foi um militar brasileiro.

É o primeiro dos três centauros: pai de Manuel Marques de Sousa (2°) e avô de Manuel Marques de Sousa, conde de Porto Alegre.

Participou na defesa da província, quando da invasão das tropas espanholas, comandadas pelo general João de Vertier e Salcedo. Tenente, é citado como herói da expulsão dos espanhóis da vila de Rio Grande em 1º de abril de 1776, onde destacou-se no ataque ao forte da Trindade.

Declarada a Guerra entre Portugal e Espanha, em 1801, já marechal, organizou a defesa do Rio Grande do Sul. Em 1811, suas tropas lideraram a intervenção das forças luso-brasileiras na Banda Oriental (atual Uruguai) , comandada por D. Diogo de Sousa, conde de Rio Pardo.

Assumiu interinamente a presidência da província, em 22 de setembro de 1820, quando do pedido de licença do conde da Figueira. Foi mais tarde enviado à corte, pelo duque de Saldanha, João Carlos de Saldanha Oliveira e Daun, e acusado de tentativa de apoderar-se da capitania. No Rio de Janeiro, encontrou seu genro, Joaquim de Oliveira Alves, que pouco depois foi nomeado ministro da Guerra, mas não conseguiu auxílio. Amargurado, lá faleceu pouco depois.

Referências

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.