Maria-rapaz

Disambig grey.svg Nota: Para o software, veja Tomboy (software). Para filme, veja Tomboy (2011). Para outros significados, veja Butch.

Maria-rapaz (também chamado de "moleca", "Maria-homem", "Maria-home", "Maria-Macho", "Maria-tomba-homem" ou "Maria-moleque") é uma menina ou mulher que apresenta características e comportamentos ou expressão de género tipicamente masculina,[1] por exemplo preferência por:

  • companhia de meninos e rapazes. E também gosta de profissões e matérias escolares que geralmente associadas a meninos como: Física, matemática, ciência, mecânica, engenharia, química, tecnologia e entre outros.
  • brincadeiras que envolvam elevada competitividade ou força física, tais como futebol, lutas, ou subir em árvores. E geralmente gosta de esportes, lutas, videogames, filmes de ação, histórias em quadrinhos, animes e mangás, tatuagens e outras atividades geralmente associada ao homens;[2]
  • Utilizam roupas consideradas bem masculinas, como bermudas e entre outras.
The Tomboy de John George Brown, 1873.

Ao contrário do equivalente masculino "maricas", a designação de "maria-rapaz" geralmente não possui conotações homossexuais, pois pode predomina as mulheres heterosexuais, bissexuais ou homossexuais. Elas geralmente são populares na mídia de entretenimento como cinema, filmes, séries de televisão, história em quadrinhos, mangás e animes. Na mídia de entretimento as tomboys podem ser caracterizadas como muito masculinas, a ponto de realmente ser "viril", e não ter nenhum interesses e gostos femininos ou tende a ser caracterizadas como bastante equilibradas, pois apesar da maioria de suas qualidades e interesses sejam relacionadas aos padrões culturais masculinos, elas também podem demonstrar ter algumas qualidades, interesses e gostos tradicionalmente femininos.[3]

Referências

  1. Publico.pt. «A mascara do riso e da doçura"». Consultado em 13 de agosto de 2010 
  2. Record.pt (16 de outubro de 2009). «O exemplo de Georgete Duarte». Consultado em 4 de abril de 2022. Cópia arquivada em 14 de maio de 2014 
  3. Creed, Barbara. «"Lesbian Bodies: Tribades, Tomboys and Tarst"». Routledge. Feminist Theory and the Body: 111–124 
  Este artigo sobre sociologia ou um(a) sociólogo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.