Abrir menu principal
Maria Antonescu
Nascimento 3 de novembro de 1892
Calafat
Morte 18 de outubro de 1964 (71 anos)
Sepultamento Cemitério Bellu, Cemitério central de Chișinău
Cidadania Romênia
Cônjuge Ion Antonescu
Ocupação política
Causa da morte ataque cardíaco

Maria Antonescu, nascida Maria Niculescu (Calafat, 3 de novembro de 1892Bucareste, 18 de outubro de 1964) foi uma socialite e esposa do autoritário primeiro-ministro e Conducător Ion Antonescu.[1] Residente de longa data da França, ela foi casada duas vezes antes de seu casamento com Antonescu, e tornou-se especialmente conhecida por sua liderança de uma organização de caridade. Esta organização lucrou significativamente pelas políticas antissemitas dirigidas contra os judeus romenos e, especialmente, a partir da deportação dos judeus bessárabes na Transnístria, tomando várias centenas de milhões de leus resultante de confiscos e extorsões arbitrárias.

Presa logo após o golpe de agosto de 1944 que derrubou seu marido, Maria Antonescu foi brevemente prisioneira de guerra na União Soviética e, depois de um período de incerteza, julgada e condenada pelo novo regime comunista, sob a acusação de crimes econômicos (peculato). Encarcerada por cinco anos e depois incluída nas deportações de Bărăgan, ela passou os últimos anos da sua vida sob exílio interno em Borduşani.[1]

Referências

  1. a b (em romeno) Lavinia Betea, "Maria, dezmierdată Rica", in Jurnalul Naţional, May 15, 2006

BibliografiaEditar