Abrir menu principal
Maryam d'Abo
Nascimento 27 de dezembro de 1960 (58 anos)
Londres, Grã-Bretanha Reino Unido

Maryam d'Abo (Londres, 27 de dezembro de 1960) é uma atriz britânica de cinema e televisão.

Maryam cresceu em Paris e Genebra e estudou no London’s Drama Centre, enquanto fazia comerciais de televisão como modelo.[1] Estreou nas telas em 1983, num filme de baixo orçamento de terror e ficção científica, X-Tro, mas conheceu o sucesso e a popularidade mundial como Kara Milovy, a doce e vulnerável violoncelista tcheca do primeiro filme de Timothy Dalton como James Bond, The Living Daylights, em 1987.

Depois disso, entretanto, a carreira de Maryam como atriz ficou limitada à participação em filmes de pouca expressão e baixo orçamento e em papéis secundários em seriados da televisão britânica.

Em 2002, ela foi co-autora do livro Bond Girls Are Forever, um tributo ao clube exclusivo de mulheres que já foram bond girls no cinema e que serviu da base a um documentário em DVD,[2] onde ela aparece em entrevistas junto a outras bond girls famosas, como Ursula Andress, cuja foto como Honey Ryder em Dr. No emoldura a capa do livro. O documentário foi atualizado em 2006 para incluir Eva Green e Catarina Murino, bond girls de 007 Cassino Royale e lançado como bônus, junto com o DVD do filme, em março de 2007.

D'Abo casou-se em 2003 com o cineasta britânico Hugh Hudson, diretor de Carruagens de Fogo e Greystoke, a Lenda de Tarzan.

Ligações externasEditar

Referências

  1. Alexander, Michael (24 de agosto de 1987). «Maryam D'Abo Hopes to Bring the James Bond Girl Out of the Dark Ages in The Living Daylights». People. Consultado em 4 de agosto de 2009 
  2. «Imdb profile»