Abrir menu principal

Maximiliano José de Áustria-Este

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde julho de 2016). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Maximiliano José de Áustria-Este
Príncipe de Módena e Reggio
Arquiduque da Áustria
Maximilian Joseph von Oesterreich-Este 1782 1863 Stecher.jpg
Casa Casa de Áustria-Este
Dinastia Habsburgo
Nascimento 14 de julho de 1782
  Módena, Duc-Modena.jpg Ducado de Módena e Reggio
Morte 1 de junho de 1863 (80 anos)
  Altmünster, Flag of the Habsburg Monarchy.svg Áustria
Pai Fernando Carlos de Áustria-Este
Mãe Maria Beatriz d'Este

Maximiliano José de Áustria-Este (em italiano: Massimiliano Giuseppe d'Asburgo-Este ; em alemão: Maximilian Joseph von Österreich-Este ) (Milão, 14 de julho de 1782 - Altmünster, 1 de junho de 1863), foi príncipe de Módena e Régio e arquiduque da Áustria.

Índice

BiografiaEditar

FamíliaEditar

Maximiliano era o sétimo filho do arquiduque Fernando Carlos de Áustria-Este, regente do Ducado de Milão e herdeiro do Ducado de Módena e Régio; e de Maria Beatriz d'Este, soberana do Ducado de Massa e Carrara. Seus avós paternos foram Francisco I do Sacro Império Romano-Germânico e Maria Teresa da Áustria; e seus avós maternos foram o duque Hércules III de Módena e Maria Teresa Cybo-Malaspina, duquesa soberana de Ducado de Massa e Carrara.

Passou seus primeiros anos em Monza, onde sua família se refugiou após a invasão francesa do Ducado de Módena. Depois de visitar Verona, Pádua, Trieste e Ljubljana, seguiu com a família para Wiener Neustadt.

Carreira militarEditar

Em 1801, ingressou na Ordem Teutônica, conquistando a Cruz da Áustria em 1804. Após concluir seus estudos no Collegium Teresianum de Wiener Neustadt, foi nomeado major-general em 1805.

Maximiliano lutou contra os franceses na Alemanha em 1809. Em seguida, comandando o exército austríaco de Linz, bateu-se novamente contra o exército napoleônico em Ratisbona. Estabeleceu-se em 1830 no Castelo de Ebenzweier, em Altmünster am Traunsee. Entre 1831 e 1839, residiu em Linz.

Projetou, entre outras fortificações militares, as Torres Maximilianas de Verona e a Torre Maximiliana de Santo Erasmo.

Atividades sociaisEditar

Em [1835, foi nomeado Grão-Mestre da Ordem Teutônica, posição considerada prerrogativa da família imperial austríaca por quase meio século. Isso lhe permitiu exercer uma influência significativa nas decisões da Ordem junto aos Habsburgo e na Alemanha, apesar desta ter se desligado da Áustria com a dissolução do Sacro Império Romano-Germânico, em 1806. Apoiou fortemente o trabalho dos jesuítas, dos redentoristas e das irmãs franciscanas. Preocupou-se em fundar hospitais e escolas e a prestar assistência a trabalhadores qualificados e não qualificados.

MorteEditar

Maximiliano adoeceu seriamente em 23 de março de 1863 e faleceu em 1 de junho. Nunca se casou. Seu corpo foi sepultado em Friedhof, Altmünster.

AncestraisEditar

Referências

BibliografiaEditar

  • Maximilian-Josef von Österreich-Este: Versuch eines Kriegssystems des österreichischen Kaiserstaates. 1855