Abrir menu principal

Medicação antimalárica, medicamento antimalárico, também conhecido simplesmente como antimalárico ou antipalúdico, são projetados para prevenir ou curar malária.[1] Tais medicamentos podem ser usados para alguns ou todos os seguintes casos:

  • Tratamento da malária em indivíduos com suspeita ou confirmação de infecção
  • Prevenção de infecção em indivíduos que visitam uma região endêmica de malária que não tem imunidade (profilaxia da malária)
  • Tratamento intermitente de rotina de certos grupos em regiões endêmicas (terapia preventiva intermitente)

Alguns agentes antimaláricos, particularmente cloroquina e hidroxicloroquina, são também usadas no tratamento de artrite reumatoide[2][3] e artrite associada ao lúpus.[4][5] A prática atual no tratamento de casos de malária é baseada no conceito de terapia de combinação (e.g., Coartem), uma vez que isso oferece várias vantagens, incluindo risco reduzido de falha no tratamento, risco reduzido de desenvolver resistência, maior conveniência e efeitos colaterais reduzidos. Rápida confirmação parasitológica por microscopia, ou, alternativamente, por testes de diagnóstico rápido, é recomendado em todos os pacientes suspeitos de malária antes do início do tratamento.[6] Treatment solely on the basis of clinical suspicion should only be considered when a parasitological diagnosis is not accessible.[6]

Referências

  1. Henry M. Staines, Sanjeev Krishna (editores); Treatment and Prevention of Malaria - Antimalarial Drug Chemistry, Action and Use; Springer Basel, 2012. ISBN 978-3-0346-0480-2 - DOI 10.1007/978-3-0346-0480-2
  2. Mackenzie AH.; Antimalarial drugs for rheumatoid arthritis; Am J Med. 1983 Dec 30;75(6A):48-58.
  3. Suarez-Almazor ME, Belseck E, Shea B, Homik J, Wells G, Tugwell P.; Antimalarials for rheumatoid arthritis; Cochrane Database Syst Rev. 2000;(2):CD000959. PMID: 10796401 DOI: 10.1002/14651858.CD000959
  4. Ruiz-Irastorza G, Ramos-Casals M, Brito-Zeron P, Khamashta MA.; Clinical efficacy and side effects of antimalarials in systemic lupus erythematosus: a systematic review. Ann Rheum Dis. 2010 Jan;69(1):20-8. doi: 10.1136/ard.2008.101766.
  5. Lee SJ, Silverman E, Bargman JM.; The role of antimalarial agents in the treatment of SLE and lupus nephritis. Nat Rev Nephrol. 2011 Oct 18;7(12):718-29. doi: 10.1038/nrneph.2011.150. PMID: 22009248 DOI: 10.1038/nrneph.2011.150
  6. a b Guidelines for the treatment of malaria, second edition Authors: WHO. Number of pages: 194. Publication date: 2010. Languages: English. ISBN 978-92-4-154792-5