Abrir menu principal
Pantocrator. Fresco românico da autoria do Mestre de Taüll, actualmente no Museu Nacional de Arte da Catalunha.

O Mestre de Taüll (ou Mestre de Tahull) é considerado o maior pintor mural do século XII na Catalunha, bem como um dos mais importantes pintores românicos da Europa. Seu principal trabalho é a igreja de São Clemente de Taüll, com a famosa abside pintada, agora transferida para o Museu Nacional de Arte da Catalunha, em Barcelona.

Outras pinturas da igreja de São Baudélio de Berlanga, em Castela, também foram removidas com os maiores dos (a)frescos do Novo Testamento indo para os museus americanos; estes incluem o trabalho de outros dois pintores. Duas se(c)ções, transferidas para tela e que estão no Museu de Arte de Indianápolis, mostram a Entrada de Cristo em Jerusalém e o Casamento de Canaã.[1] Outras se(c)ções, incluindo a Cura do Cego, a Ressurreição de Lázaro e a Tentação de Cristo que estão no Cloisters (Museu Metropolitano de Arte), em Nova Iorque,[2][3] e no Museu do Prado. As cenas da Vida de Cristo são incomuns em pinturas espanholas do período; há em museus dos Estados Unidos, enquanto elementos menores, incluindo cenas de caça e falcoaria e cópias decorativas de têxteis, estão em Madrid bem como em Nova Iorque.[4] Os (a)frescos incluem o de um camelo e de um elefante de guerra, que foram inspirados por motivos islâmicos.[5]

Referências

  1. «ENTRY OF CHRIST INTO JERUSALEM» (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2013 
  2. «The Healing of the Blind Man and the Raising of Lazarus» (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2013 
  3. «The Temptation of Christ by the Devil» (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2013 
  4. Dodwell 1993, p. 261.
  5. «Wall Painting of a Camel» (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2013 

BibliografiaEditar

  • Dodwell, C.R. (1993). The Pictorial arts of the West, 800-1200. [S.l.]: Yale UP. ISBN 0300064934