Michael Gough

Disambig grey.svg Nota: Para o dublador norte-americano, veja Michael Gough (dublador).

Michael Gough (Kuala Lumpur, 23 de novembro de 1916Londres, 17 de março de 2011) foi um ator britânico.

Michael Gough
Nome completo Michael Gough
Nascimento 23 de novembro de 1916
Kuala Lumpur, Estados Federados Malaios
Nacionalidade britânico
Morte 17 de março de 2011 (94 anos)
Londres, Inglaterra, Reino Unido
Ocupação Ator
Atividade 1946-2010
Cônjuge Anneke Wills (1962–1979)
Anne Leon (1979–1982, divorciado)
Diana Graves (1982–1983, divorciado)
Tonys
Melhor ator
1979 - Bedroom Farce
Prémios BAFTA
Melhor ator - TV
1957

Mais conhecido do público internacional por seu papel como Alfred Pennyworth nos primeiros quatro filmes da franquia Batman.[1]

BiografiaEditar

Filho de pais britânicos, Gough fez sua estreia no cinema em 1947 em Fury Blanche, e desde então apareceu bastante na televisão britânica. Fez muitos filmes de terror britânico nos anos 60. Uma curiosidade sobre sua participação na série Batman é que ele já tinha trabalhado com Val Kilmer 11 anos antes (1984) na comédia Top Secret Superconfidencial. Kilmer faz o papel principal e Gough faz o cientista que tem que ser resgatado pelo galã. O ator também fez uma participação na terceira temporada da série clássica de Doctor Who como o vilão Toymaker.

Trabalho como Alfred PennyworthEditar

Interpretou Alfred Pennyworth em Batman (1989) e Batman Returns (1992). Ele também repetiu seu papel como Alfred na adaptação para o rádio BBC de 1994 Batman: Knightfall e nos filmes Batman Forever (1995) e Batman & Robin (1997). Gough é um dos dois únicos atores a aparecerem em todos os quatro filmes da primeira franquia cinemográfica do Batman, o outro ator foi Pat Hingle que interpretou o Comissário Gordon. Trabalhou com Tim Burton novamente em 1999 com Sleepy Hollow e A Noiva Cadáver. Ele também repetiu seu papel de Alfred brevemente em 2001 em seis anúncios publicitários de televisão para o sistema de rastreamento OnStar automóvel, informando Batman de instalação do sistema no Batmóvel.[2]

MorteEditar

Gough morreu em 17 de março de 2011, em Londres, aos 94 anos, devido a uma pneumonia. Ele já estava doente havia alguns meses devido a um câncer de próstata. Um funeral foi realizado pela família, mas seu corpo foi cremado e suas cinzas espalhadas no Canal da Mancha.[2]

Prêmios e indicaçõesEditar

Ele ganhou o Tony Award em 1979 como Melhor Ator para Bedroom Farce.

FilmografiaEditar

Referências

  1. «Morre o ator Michael Gough, aos 94 anos». Revista Veja. Consultado em 22 de março de 2022 
  2. a b Eric Shorter, ed. (17 de março de 2011). «Michael Gough obituary». The Guardian. Consultado em 22 de março de 2022 

Ligações externasEditar