Abrir menu principal
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido (desde abril de 2014). Ajude e colabore com a tradução.
AM-34
Motor de avião
O motor Mikulin AM-34.
Informações básicas
Tipo Motor V12
Fabricante Mikulin OKB
Origem  União Soviética
Designado por Alexander Mikulin
Primeiro teste 1931 (88 anos)
Maiores aplicações Tupolev TB-3
Estado Produzido entre 1934-1943, Fora de produção
Quantidade
produzida
10,538
Especificações (AM-34R)
Diâmetro (cilindro(s)) 160 mm (6,30 in)
Curso 190 mm (7,48 in) / 199 mm (7,83 in) diferente do cilindro esquerdo e direito em função da conexão articulada
Peso 670 kg (1 480 lb)
Deslocamento 46,9 l (1,66 ft³)
Potência 800 hp (597 kW)
Sistema de combustível Carburador
Sistema de refrigeração Refrigerado a água
Relação potência / peso 0.56 hp/kg
Notas
Desenvolvido em: Mikulin AM-35
Dados de: Russian Piston Aero Engines[1]

O Mikulin AM-34 foi um motor para aviões soviético. Projeto liderado por Alexander Mikulin, ele foi o primeiro motor genuinamente soviético produzido em massa. Era um V12 refrigerado a água.[2] O seu desenvolvimento inicial sofreu de vários problemas, mas acabou se tornando o motor aeronáutico soviético de maior sucesso nos anos 30.

HistóricoEditar

O desenvolvimento do M-34 teve início em 1928 como um substituto do Mikulin M-17. Ele tinha dimensões similares ao antecessor, mas era um projeto completamente novo. Era um motor do tipo direct drive, e seu processo de desenvolvimento se prolongou até Abril de 1931. O primeiro exemplar, foi entregue ao TsIAM (Em russo: Центральный Институт Авиационного Моторостроения) em 21 de Setembro de 1931 para testes de bancada com carburadores e magnetos importados. Esses testes falharam, e uma outra versão já com carburadores nacionais foi submetida no ano seguinte, e mais uma vez foi rejeitada. Uma terceira versão foi submetida em Janeiro de 1933, mas também falhou. Em Outubro de 1933 uma versão foi testada em voo num Tupolev TB-3.[1]

Apesar das falhas, a produção teve início em 1932, na Fábrica No. 24 em Moscou e 64 motores foram entregues até o fim daquele ano. Setecentos e noventa foram construídos no ano seguinte, e ele foi exibido em Paris como exemplo de capacidade da indústria de aviação soviética. O M-34 foi redesignado com as iniciais de Alexsander Mikulin como AM-34 em 9 de Agosto de 1936.[1]

Ele foi usado num sistema muito específico pela Alemanha Imperial em 1918 com um Zeppelin-Staaken R.VI. A primeira instalação, designada ATsN-1 (Agregat tsentral'novo nadduva), como motor auxiliar, efetuou um teste em voo num Tupolev TB-3 em 1935. Ele foi adaptado para uso num protótipo do bombardeiro Petlyakov Pe-8 em substituição ao motor Klimov M-100 sendo designado como ATsN-2. Ele foi testado em voo entre 1938 e 1939, mas não foi aprovado para produção.[3] Essa mesma ideia foi revivida pelos alemães em 1943 com o protótipo do bombardeiro Henschel Hs 130E, com a unidade: Höhen-Zentrale Anlage.

Assim como o BMW VI e o Mikulin M-17, os AM-34F, R e N e modelos subsequentes, usavam bielas articuladas causando variações nos momentos de ignição nos cilindros, o que combinado com várias outras melhorias, aumentaram a potência da maioria dos modelos para 1.200 hp.[4]

O desenvolvimento de uma versão para equipar torpedeiros teve início em 1932 com a designação de GM-34, mas não passou do estágio de testes até Dezembro de 1934, e foi colocado em produção naquele mesmo ano. Com várias modificações, incluindo marcha a ré, roda livre, sistemas de resfriamento e exaustão modificados. A produção continuou até 1934 com algumas evoluções. Com a exceção do GAM-34BP e do original GM-34, todos os motores marítimos usavam como combustível, uma mistura de benzeno e álcool combustível.[5]

Uma versão do GM-34 foi adaptada para uso em tanques pesados em 1939 com a designação de GAM-34BT, no entanto, apenas um pequeno número deles foi produzido. Ele foi montado nos protótipos dos tanques pesados: T-100 e SMK e também no obuseiro autopropulsado SU-100y, nenhum deles entrou em produção. O sistema de resfriamento foi modificado assim como o sistema de engrenagem de marchas. Um sistema de partida elétrico foi utilizado no lugar do pneumático. Ele foi enquadrado na categoria motores de 850 hp.[6]

ModelosEditar

Aeronáuticos
  • M-34
  • Duplo M-34 (apenas projeto)
  • M-34F
  • M-34R
  • M-34RD
  • M-34N
  • M-34RN
  • M-34NA
  • M-34RA
  • M-34RNA
  • M-34NB
  • M-34RNB
  • M-34P
  • M-34NV
  • M-34RNV
  • AM-34RNV-TK (protótipo)
  • AM-34RS
  • AM-34NF
  • M-34N2B
  • AM-34FRN
  • AM-34FRNA
  • AM-34FRNB
  • AM-34FRNV
  • AM-34RB
Marítimos
  • GM-34
  • GAM-34F
  • GAM-34FN
  • GAM-34BP
  • GAM-34BS

UtilizaçãoEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Kotelnikov, p. 102
  2. Gunston 1989, p. 103.
  3. Kotelnikov, pp. 105–106
  4. Kotelnikov, p. 106
  5. Kotelnikov, pp. 106, 108
  6. Kotelnikov, p. 108

BibliografiaEditar

  • Gunston, Bill (1989). World Encyclopedia of Aero Engines. Cambridge, England: Patrick Stephens Limited. ISBN 1-85260-163-9 
  • Kotelnikov, Vladimir (2005). Russian Piston Aero Engines. Marlborough, Wiltshire: Crowood Press. ISBN 1-86126-702-9 


Ligações externasEditar

  Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre motor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.