Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubro de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Miranda Priestly é uma personagem de ficção do romance estadunidense The Devil Wears Prada, escrito por Lauren Weisberger e lançado em 2003.

O livro ganhou uma adaptação cinematográfica em 2006 sob o mesmo título, Priestly foi interpretada por Meryl Streep, que chegou a ganhar o Globo de Ouro de melhor atriz em comédia ou musical e foi indicada ao Oscar de melhor atriz.

EnredoEditar

Miranda Priestly é uma famosa editora-chefe da maior revista sobre moda do mundo. Ela gostar de moda e ter estilo é essencial para trabalhar em uma grande revista. Muito exigente, ela faz com seus funcionários trabalhem o máximo para garantir sempre a liderança no mercado da moda. Sua opinião é a única que conta e que têm uma influência em escala global. Suas duas assistentes; Emily e Andrea sofrem com o sarcasmo e pulso firme o tempo todo no escritório de Miranda Priestly. A Runway, revista onde Miranda é editora-chefe, é circundada por estilistas poderosos e grandes empresários que investem na carreira das belas modelos da revista. Miranda Priestly também é conhecida como "a dama de ferro", pois casou-se várias vezes e estes, sempre acabam em divórcio.

AdaptaçãoEditar

The Devil Wears Prada é um filme indicado ao Oscar de melhor figurino e melhor atriz (Streep), mas segundo grandes críticos, Meryl Streep interpretou sua personagem como ninguém. "Não existe pessoa melhor para o papel" concordam alguns críticos. "Miranda Priestly é uma mulher que ostenta toda a sua riqueza e exigência, e Meryl sabe fazer isso como ninguém". É fato que ambas combinam, mas também é fato que muitos adoraram o papel. O cenário também foi perfeito, pois nada é melhor do que New York e Paris para demonstrar a riqueza das grandes magazines. No filme O Diabo Veste Prada, ela é sempre vista com elegância, pois com seus vestidos de marca e sua pose faz jus o seu cargo de editora-chefe.

No filme foram abordadas marcas famosas, como Gucci e Prada.