Miriam Naor

Miriam Naor (em hebraico: מרים נאור; 26 de outubro de 1947 – 24 de janeiro de 2022) foi uma juíza israelense. Serviu como presidente da Suprema Corte de Israel de janeiro de 2015 até outubro de 2017.[1]

Miriam Naor
Miriam Naor
Presidente da Suprema Corte de Israel
Mandato: janeiro de 2015
até outubro de 2017
Antecessor(a): Asher Grunis
Sucessor(a): Esther Hayut
Dados pessoais
Nascimento: 26 de outubro de 1947
Falecimento: 24 de janeiro de 2022 (74 anos)
Nacionalidade: israelense

Nascida em Jerusalém em 1947, formou em direito na Universidade Hebraica de Jerusalém em 1971 e trabalhou para Supremo Tribunal de justiça (mais tarde Chefe de Justiça) Moshe Landau. Ela trabalhou em questões constitucionais no Gabinete do Procurador do Estado sob Misael Cheshin, que mais tarde seria nomeado Vice-Chefe de Justiça.

Em 1980 ela ganhou sua primeira nomeação judicial para a Sistema Judiciário de Israel. Mais tarde, na década de 1990, ela serviu como um dos juízes que condenou o presidente Shas  por acusações de suborno. Ela se tornou uma justiça permanente no Supremo Tribunal em 2003.

Naor vem de uma família enraizada na tradição Revisionist Zionist. Seu marido, Aryeh Naor, serviu como secretário de gabinete, do primeiro-ministro  Menachem Begin’s de 1977 a 1982.

Morreu em 24 de janeiro de 2022, aos 74 anos de idade.[1]

Referências

  1. a b Maanit, Chen (24 de janeiro de 2022). «Former Israeli Supreme Court President Miriam Naor Dies at 74». Haaretz (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2022 

Ligações externasEditar

  •   Media relacionados com Miriam Naor no Wikimedia Commons