Mkhedrioni

Mkhedrioni ou Mjedrioni foi um grupo paramilitar e uma organização criminosa na República da Geórgia, banida desde 1995, mas posteriormente reconstituída como o partido político União dos Patriotas.

Mkhedrioni
მხედრიონი
Mkhedrioni Flag.gif
Bandeira do Mkhedrioni.
Datas das operações 1989–1995
Líder(es) Jaba Ioseliani
Área de atividade Geórgia
Ideologia Nacionalismo georgiano
Principais ações Crime organizado, crimes de guerra
Inimigos Geórgia Governo de Gamsakhurdia no exílio
 Abkhazia
Batalhão Bagramyan
Confederação dos Povos das Montanhas do Cáucaso
Guerras/batalhas Guerra Civil Georgiana
Guerra na Abkhazia (1992–1993)

Foi fundada em 1989, estando subordinada ao senhor da guerra Jaba Ioseliani, e esteve envolvida no golpe de Estado contra o primeiro presidente eleito da Geórgia, Zviad Gamsakhurdia, em 1991.[1]

CaracterísticasEditar

Os membros do Mjedrioni ganharam uma reputação negativa como uma gangue fortemente armada que utilizava violência e intimidação contra seus rivais. Eram distinguidos por suas roupas, consistindo em jeans, suéteres e jaquetas e óculos de sol, usados inclusive em ambientes fechados. Seus membros eram frequentemente acusados ​​de atividades criminosas, extorsão e "venda de proteção" em áreas onde detinham controle efetivo, com bloqueios de estradas onde era preciso pagar "pedágios", tráfico de drogas e roubos.[1][2] Em 1991, estimava-se que os Mjedrioni possuíam cerca de 8.000 membros, consideravelmente mais do que a Guarda Nacional da Geórgia.

Referências

  1. a b Former Mkhedrioni leader shot in Tbilisi, Open Caucasus Media [7 de fevereiro de 2018]
  2. Dawisha, Karen; Bruce Parrott (1997). Conflict, Cleavage, and Change in Central Asia and the Caucasus]. [S.l.]: Cambridge University Press. 165 páginas. ISBN 0521597315 

Ligações externasEditar