Abrir menu principal

Mononucleótido de flavina

composto químico
Mononucleótido de flavina
Alerta sobre risco à saúde
Flavin mononucleotide.png
Outros nomes FMN
Identificadores
Número CAS 146-17-8
PubChem 710
MeSH Flavin+mononucleotide
SMILES
Propriedades
Fórmula molecular C17H21N4O9P
Massa molar 456,344 g/mol
Compostos relacionados
Compostos relacionados Riboflavina (sem o fosfato)
Dinucleótido de flavina e adenina
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O mononucleótido de flavina (FMN), flavina mononucleótido, 5'-fosfato de riboflavina ou ainda riboflavina-5'-fosfato, é uma flavina que funciona como grupo prostético em diversas oxidorredutases, como a NADH desidrogenase. É produzido in vivo a partir da riboflavina, por acção da enzima riboflavina cinase.

O mononucleótido de flavina sofre, durante o ciclo catalítico, interconversão entre as formas oxidada (FMN), semiquinona (FMNH) e reduzida (FMNH2). O FMN é um agente com poder de oxidação superior ao do NAD e é útil em reacções que envolvam ambas as transferências de um ou dois electrões.

É a principal forma sob a qual se encontra a riboflavina dentro da célula. Energeticamente, a sua produção é dispendiosa, mas é mais solúvel que a riboflavina.

Sob a designação E101a, é utilizado como corante alimentar. O aditivo E106 é a forma de sal sódico do FMN e é utilizado em alimentos como comida para bebés, compotas, produtos lácteos e doces. É rapidamente convertido a riboflavina livre após a ingestão.

GaleriaEditar

Ligações externasEditar