Abrir menu principal

Wikipédia β

Museu Copta

O Museu Copta é um museu na parte copta da cidade do Cairo, no Egito, e que aloja a maior coleção de artefatos Cristãos Egípcios do mundo[1]. Foi fundado por Marcus Simaika Paşa em 1910 para alojar antiguidades Coptas[2]. O museu segue a história da Cristianismo no Egito desde os primórdios até hoje. O prédio foi erguido num terreno de 8.000m2 oferecido pela Igreja Ortodoxa Copta de Alexandria sob a guarda do Patriarca (ou Papa) Cirilo V.

Índice

HistóriaEditar

 
Dr. Pahor Labib mostrando um dos manuscritos de Nag Hammadi a Henri Kissinger

Em 1908, após ter recebido a aprovação e uma quantidade de antiguidades de prata do Patriarca Cirilo V; e levantado fundos por subscrição pública, Marcus Simaika Paşa construiu o Museu Copta e o inaugurou em 14 de Março de 1910[3]. A comunidade Copta foi generosa no apoio ao museu, doando numerosas vestimentas, afrescos e ícones. Em 1931, o Museu Copta se tornou um museu estatal sob a jurisdição do Conselho Supremo de Antiguidades (Departamento de Antiguidades na época) e, em 1939, a coleção de antiguidades Cristãs no Museu Egípcio foi movida para lá[4]. Elas foram alojadas na Nova Ala, completada em 1944. Por causa de danos estruturais, a Ala Antiga foi fechada em 1966, culminando numa reforma geral entre 1983 e 1984. As fundações do museu foram reforçadas entre 1986 e 1988, o que ajudou o edifício sobreviver ao terremoto de 1992[5].

Marcus Simaika Paşa foi sucedido pelo Dr. Togo Mina e, em seguida, pelo Dr. Pahor Labib, o primeiro a receber o título de Diretor do Museu Copta.

ColeçãoEditar

 
Livro de Salmos Mudil, do acervo do Museu Copta

O Museu Copta é detentor da maior coleção de objetos de arte copta e artefatos Coptas do mundo. Os monumentos apresentam uma rica mistura de tradições Egípcias, Gregas, Romanas, Bizantinas e Otomanas[6] ligando o Egito Antigo ao Islâmico[7]. Os objetos estão agrupados pelos diferentes meios, como escultura em pedra, em madeira, metalurgia, têxteis e manuscritos[8]. O número total de objetos em exposição é de aproximadamente 15.000[9].

Biblioteca de Nag HammadiEditar

O Museu Copta também é o lar dos 1.200 manuscritos da Biblioteca de Nag Hammadi, alojados numa biblioteca especial aberta apenas a pesquisadores especializados[10].

Veja tambémEditar

Referências

  1. Lastminute, em inglês
  2. Breve história do Museu Copta, em inglês
  3. Gabra & Eaton-Krauss, Gawdat & Marianne. The Illustrated Guide to the Coptic Museum (em inglês). [S.l.: s.n.] , página 17.
  4. Zaki, Isis. History of the Coptic Museum. [S.l.: s.n.]  Parâmetro desconhecido |língu= ignorado (ajuda)
  5. Gabra & Eaton-Krauss, Gawdat & Marianne. The Illustrated Guide to the Coptic Museum (em inglês). [S.l.: s.n.] , página 21.
  6. Museu Copta, em Tour Egipt, em inglês
  7. Museu Copta em Sacred Destinations, em inglês
  8. Kamil, Jill (1990). Coptic Egypt: History and a Guide (em inglês) 2 ed. Cairo: American University in Cairo. ISBN 9-7742-4242-4  , pág. 93
  9. Daily Star Egypt, em inglês
  10. Nag Hammadi Library, em inglês

Ligações externasEditar

BibliografiaEditar

  • Meinardus, Otto F. A. (1999). Two Thousand Years of Coptic Christianity 2 ed. Cairo: American University in Cairo. ISBN 977-424-511-3