Museu Sherlock Holmes

museu

O Museu Sherlock Holmes (em inglês: Sherlock Holmes Museum) é um museu privado britânico dedicado ao detetive ficcional Sherlock Holmes.[1] Foi fundado a 27 de março de 1990 e está situado na Baker Street, em Londres, Inglaterra, na mesma rua onde Arthur Conan Doyle fez residir Holmes na fictícia 221B. Atualmente o museu é gerido pela Sherlock Holmes Society of England, uma organização sem fins lucrativos.

Museu Sherlock Holmes
Tipo museu, literary museum
Inauguração 1990 (33 anos)
Página oficial (Website)
Geografia
Coordenadas 51° 31' 25.3" N 0° 9' 39.6" O
Localidade Baker Street
Localização Cidade de Westminster - Reino Unido

O museu possui exposições de itens de várias adaptações diferentes de Sherlock Holmes e recriações de cenas da série Sherlock Holmes de 1984 da Granada Television.

Disputa de numeraçãoEditar

O endereço 221B foi o objeto de uma disputa prolongada entre o museu e o prédio vizinho da Abbey National. Desde a década de 1930, o Royal Mail esteve entregando correspondências endereçadas para Sherlock Holmes no Abbey National Bank, e eles haviam empregado um secretário especial para lidar com tais correspondências. O museu fez vários apelos para que tais correspondências fossem entregues ele, com o fundamento de que era a organização mais adequada para responder às correspondências, em vez do banco cujo principal negócio era emprestar dinheiro cobrando juros. Embora essas iniciativas não tenham dado resultado, o problema foi finalmente resolvido em 2002, quando o Abbey National desocupou sua sede depois de setenta anos, e as correspondências são atualmente entregues ao museu.

Objeções familiaresEditar

Jean Conan Doyle deixou clara sua falta de entusiasmo pelo museu quando foi questionada sobre o assunto. Ela era muito contra a ideia de sugerir que a criação de seu pai era uma pessoa real e sabia que a presença do museu reforçaria a ideia nas cabeças de muitos de que Holmes realmente existiu.[2] Essa ideia foi reforçada ainda mais pela presença de uma placa azul comemorativa no exterior que afirma os anos da suposta residência de Holmes. Ainda que a placa seja semelhante em design àquelas erguidas pelo English Heritage como parte do esquema de placas de Londres, ela não faz parte daquele esquema, pois seus critérios de seleção excluem a comemoração de personagens inteiramente ficcionais.[3]

O Museu ofereceu à Dama Jean a oportunidade de criar uma sala no museu dedicada ao seu pai, mas essa oferta foi rejeitada e, desde então, os últimos pertences restantes de Sir Arthur Conan Doyle foram vendidos em leilões.

GaleriaEditar

Referências

  1. S. Berdan, Marshall (11 de janeiro de 2004). «Sherlock Holmes 101». The Washington Post (em inglês) 
  2. 1974-, Duncan, Alistair, (2009). Close to Holmes : a look at the connections between historical London, Sherlock Holmes and Sir Arthur Conan Doyle. London: MX Pub. ISBN 1904312500. OCLC 648085980 
  3. Celebrating People & Place, Blue Plaque Guidance, English Heritage, p42 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Museu Sherlock Holmes
  Este artigo sobre um museu é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.