Museu de Belas-Artes de Nancy

O Museu de Belas Artes de Nancy, criado em 16 de maio de 1793, é um dos museus mais antigos da França. Instalado inicialmente na capela da Visitação, foi rapidamente transferido para a Praça Stanislas de Nancy, para um dos quatro grandes pavilhões que cercam a praça, criado em 1755 pelo duque da Lorena Stanislaus Leszczynski, localizado entre a fonte monumental de Neptuno e a entrada da rua Stanislas, na antiga cidade de Nancy.[1]

Museu de Belas-Artes de Nancy
Tipo museu de arte
Inauguração 1793 (229 anos)
Visitantes 107 000, 118 701, 109 144, 74 538, 83 501, 121 147, 114 016, 102 120, 113 407, 110 134, 88 741, 116 477, 118 532, 101 418, 116 083, 120 718, 98 028, 121 134, 108 873
Administração
Curador(a) Charles Villeneuve de Janti
Website oficial
Geografia
Coordenadas 48° 41' 36.5" N 6° 10' 56.4" E
Localização Nancy - França
Patrimônio monument historique classé

Dispõe de uma importante coleção de desenhos e pinturas. Alguns dos pintores cujos trabalhos estão incluídos nas coleções deste museu são Perugino, Tintoretto, Jan Brueghel, o Jovem, Caravaggio, Georges de La Tour, Charles Le Brun, José de Ribera, Rubens, Claude Gellée (conhecido popularmente como Le Lorrain e como Claude), Luca Giordano, François Boucher, Eugène Delacroix, Édouard Manet, Claude Monet, Paul Signac, Amedeo Modigliani, Pablo Picasso e Raoul Dufy.[2]

GaleriaEditar


Referências

  1. mbaN Musée des beaux-arts de Nancy. «L'histoire du musée» (em francês). Consultado em 7 de setembro de 2014 
  2. Le musée des beaux-arts de Nancy. «Histoire des collections» (em francês). Consultado em 7 de setembro de 2014 

Ligações externasEditar