Não Verás País Nenhum

Não Verás País Nenhum é um romance brasileiro de Ignácio de Loyola Brandão publicado originalmente em 1981.

Não Verás País Nenhum
Autor(es) Ignácio de Loyola Brandão
Idioma Português
País  Brasil
Gênero Romance
Localização espacial São Paulo
Lançamento 1981

Não verás país nenhum começou como um conto, O homem do furo na mão, e se transformou em um romance[1].

Esta obra venceu o Prêmio Illa de melhor livro latino-americano publicado na Itália em 1983[2].

SinopseEditar

Em São Paulo, num futuro não muito distante, Souza, morador de um velho edifício no centro, percebe que tem um furo na mão. Em busca de uma resposta a esse fato inusitado, Souza percorre a cidade congestionada, os engarrafamentos transformados em depósitos de ferro-velho, um cenário caótico de uma hipotética São Paulo do amanhã.

Adaptações teatraisEditar

Referências

  1. Revista Cândido n.º 9 (Abril de 2012). Entrevista - Ignácio de Loyola Brandão, pág. 8.
  2. Revista Cândido n.º 87 (Outubro de 2018). Capa - Ignácio de Loyola Brandão.
  Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.