NDCC Mattoso Maia (G-28)

navio de desembarque de carros de combate (NDCC) da Marinha do Brasil.

O NDCC Mattoso Maia (G-28) é um navio de desembarque de carros de combate (NDCC) da Marinha do Brasil.

NDCC Mattoso Maia (G-28)
ex-USS Cayuga (LST-1186)
NDCC Mattoso Maia (G-28).
Carreira   Bandeira da marinha que serviu Estados Unidos
Operador  Marinha dos Estados Unidos
Fabricante National Steel and Shipbuilding Company
Data de encomenda 15 de julho de 1966
Batimento de quilha 28 de setembro de 1968
Lançamento 12 de julho de 1969
Comissionamento 8 de agosto de 1970
Descomissionamento 26 de agosto de 2004
Patrono Luther C. Heinz
Estado Retirado do registro em 23 de julho de 2002
Destino Transferido para o Brasil em 24 de janeiro de 2001
Carreira Flag of Brazil.svg
Nome NDCC Mattoso Maia (G-28)
Operador  Marinha do Brasil
Aquisição 24 de janeiro de 2001
Estado Em atividade
Características gerais
Tipo de navio LST, Navio de assalto anfíbio
Classe Classe Newport
Deslocamento 7 050 t (15 500 000 lb) padrão
8 750 t (19 300 000 lb) carregado
Comprimento 171,05 m (561 ft)
Boca 21,34 m (70,0 ft)
Calado 5,49 m (18,0 ft)
Propulsão 6 x motores a diesel de 16 cilindros ALCO 16-251E
2 x eixos duas hélices
3 x motores por eixo
Potência por eixo 15 000 hp (11 200 kW)
Velocidade 27 kn (50,0 km/h)
Autonomia 16 000 m.n. (29 600 km) à 14 kn (25,9 km/h)
Armamento Ver texto
Tripulação 32 oficias e 232 marinheiros

Quando em operação pela Marinha Americana(USNAVY), recebeu os seguintes premios.

  • Medalha de Serviço do Vietnã para os períodos de 20 de março de 1971 a 23 de março de 1971 e de 3 de maio de 1972 a 26 de maio de 1972
  • Fita de Ação de Combate para serviço em 24 de maio de 1972
  • República das Filipinas Unidade Presidencial Citação com MEDTMS para o serviço de 21 de julho de 1972 a 15 de agosto de 1972, provavelmente relacionado ao Tufão Rita (1972) .
  • Medalha de Serviço Humanitário para 23 de abril de 1981 e 8 de maio de 1981 por resgatar pessoas de barcos vietnamitas
  • Comenda da Unidade da Marinha, de 1 de Agosto de 1990 a 30 de Abril de 1991, para serviços relacionados com a Tempestade no Deserto
  • Elogio da Unidade da Marinha como parte do programa PHIBREADYGRU A, de 1 de Junho de 1990 a 1 de Abril de 1991, relativo à Tempestade no Deserto
  • Medalha de Serviço no Sudoeste Asiático para 5 de setembro de 1990 a 8 de novembro de 1990 e 12 de janeiro de 1991 a 13 de março de 1991
  • Foi nomeado para uma Faixa de Ação de Combate para o serviço de 17 de janeiro de 1991 a 28 de fevereiro de 1991, mas não recebeu nenhum prêmio
  • Medalha Expedicionária das Forças Armadas para o serviço de 18 de outubro de 1993 a 1 de fevereiro de 1994 relativa à Operação Restore Hope , Somália
  • Comemoração da Unidade Meritória no âmbito de 13 SOC da MEU de 18 de Outubro de 1993 a 2 de Fevereiro de 1994, Somália

MissãoEditar

 
NDCC Mattoso Maia (G-28) entrega de material logístico e operacional no porto da cidade de Porto Príncipe.

Integrante da Classe Newport, foi incorporado à Marinha dos Estados Unidos com o nome de USS Cayuga (LST-1186) em 8 de agosto de 1970, tendo atuado no teatro de operações da Guerra do Vietnã e da Guerra do Golfo.

Desincorporado em 29 de julho de 1994 foi adquirido pela Marinha do Brasil e incorporado à Armada a 30 de agosto do mesmo ano. Operado pela Marinha Brasileira, tem sido intensamente empregado no transporte de veículos, equipamentos, tropas e suprimentos para a missão de paz no Haiti.

A embarcação também serve de base para operações do Grupo de Mergulhadores de Combate, normalmente precursores do desembarque das demais tropas.

No dia 28 de abril de 2010, o navio completou mil dias de mar, após cerca de 16 anos de relevantes serviços prestados à Marinha do Brasil.[1]

Origem do nomeEditar

O nome do navio é uma homenagem ao Almirante-de-esquadra Jorge do Paço Matoso Maia, que foi Ministro da Marinha do Brasil no período de 19 de agosto de 1958 a 3 de janeiro de 1961. Foi um dos responsáveis pela aquisição do porta-aviões Minas Gerais, comprado na Inglaterra em dezembro de 1956.[2]

CaracterísticasEditar

DesempenhoEditar

  • Propulsão: 6 motores diesel e 2 eixos
  • Velocidade (nós): 20
  • Raio de Ação (milhas): 16.000 a 14 nós
  • Transporte de Tropa: 400 homens
  • Capacidade de carga: 2.000 toneladas no total (apenas 500 para abicagem na praia)
  • Helicóptero: plataforma
  • Viatura (toneladas): 500
  • Embarcação de Desembarque de Viatura e Pessoal: 3
  • Embarcação de Desembarque de Viaturas e Material: 1

Sistemas de armasEditar

  • Armamento:
    6 canhões de 76 mm
    1 sistema antimíssil 20 mm Mk15 CIWS Vulcan Phalanx (único sistema utilizado pela Marinha do Brasil, encontrando-se inoperante)

Os fuzileiros navais embarcados podem utilizar o sistema portátil Matra Mistral para aumentar a proteção antiaérea.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Centro de Comunicação Social da Marinha, Marinha do Brasil (21 de maio de 2010). «NDCC "Mattoso Maia" Completa 1000 dias de mar». Consultado em 28 de maio de 2010 
  2. FGV, CPDOC. «O Governo de Juscelino Kubitschek, Matoso Maia». Consultado em 28 de maio de 2010 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre USS Cayuga (LST-1186)
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre NDCC Mattoso Maia (G-28)
  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre a Marinha do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.