Natal africano

Uma canção de Natal portuguesa originária de África

"Natal africano" é uma canção de Natal portuguesa provavelmente originária de Moçambique durante o período colonial.

HistóriaEditar

 
Festa de Natal de 1925 em Moçambique durante o período colonial.

O próprio nome da canção, Natal africano aponta para África como o seu local de produção.[1] Contudo, a sua autoria e datação são pouco claras.[2] Parece ser precisamente originária da cidade de Lourenço Marques (atual Maputo) durante o período em que Moçambique foi uma província ultramarina de Portugal.[3][4]

A letra da cantiga encontra-se escrita em língua portuguesa parece implicar que foi composta só a partir do século XIX, período de crescimento da comunidade lusófona nessa localidade.[5] As primeiras publicações surgem em Portugal apenas no segundo terço do século XX.[6]

Em 1970, o maestro e compositor Vítor Marques Diniz personalidade ligada à música moçambicana[7], trabalhou numa harmonização da composição que se tornou particularmente influente.[3][4][8][9] Atualmente o "Natal africano" faz frequentemente parte do repertório infantil durante a época de Natal em Portugal, explorando a sua simplicidade musical e valor multicultural.[1][10][11]

LetraEditar

 
A Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Natal africano
 
Virgem com o Menino, arte etíope, no Museu Nacional da Etiópia.

A letra da cantiga é uma descrição do nascimento de Jesus. Segundo a canção o Menino Jesus nasce num descampado selvagem coberto por um céu estrelado. O seu choro interrompe o silêncio da noite sendo confortado por sua mãe:

Logo que nasceu
Jesus acampou;
E à luz das estrelas
Uma voz suou:
– Uaaa, uaaa…

Maria Senhora
Logo embalou;
E à luz das estrelas
Uma voz suou:
– Uaaa, uaaa…[6][8]

DiscografiaEditar

  • 1983Cantigas de Natal. Os Larocas & Os Meninos Rabinos. Metro-som. Faixa B2: "Natal Africano".[12]
  • 1995Natal Português. Coral T.A.B. Ovação Records. Faixa 6: "Natal…".

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Gabinete de Mobilidade & Cooperação e o Centro de Línguas e Culturas (2011). «Natal Multicultural» (pdf). Consultado em 19 de setembro de 2015 
  2. Mariana. «Natal africano». Projecto Natura. Consultado em 19 de setembro de 2015 
  3. a b «El Cor de l'AEM La Nova de l'Olleria, oferirà concert de Nadal». Portal de L'Olleria. 2014 
  4. a b «Repertori». Orfeó Borja de Gandia 
  5. «De Lourenço Marques a Maputo - Alguns dados sobre a sua História». 2007 
  6. a b José Rabaça Gaspar (1996). «Canções Tradicionais de Natal». JORAGA. Consultado em 19 de setembro de 2015 
  7. «ULM - Breve resenha histórica das actividades musicais» (pdf). Campus LM. 2015 
  8. a b «Natal Africano» (PDF). Coral Ambrosio Cotes 
  9. «Novedades». Coral Ambrosio Cotes 
  10. Colégio Monte Flor (dezembro de 2010). «Música» (PDF). O Girassol. Consultado em 19 de setembro de 2015 
  11. Póvoa de Varzim (dezembro de 2007). «As Escolas Cantaram o Natal no Diana Bar». Câmara Municipal da Póvoa de Varzim 
  12. «Cantigas de Natal»