Natalia Ginzburg

Natalia Ginzburg (nascida Natalia Levi) (Palermo, 14 de julho de 1916Roma, 6/7 de outubro de 1991) foi uma escritora e tradutora italiana.

Natalia Ginzburg
Nascimento 14 de julho de 1916
Palermo, Itália
Morte 6 de outubro de 1991 (75 anos)
Roma, Itália
Nacionalidade Itália Italiana
Ocupação Escritora
Magnum opus As Pequenas Virtudes

Natalia nasceu na capital da Sicília, ainda que sua família tenha mudado diversas vezes de cidade durante sua infância e adolescência. Com a ascensão do movimento de extrema direita na Itália, a família engajou-se na luta antifascista. O pai, Giuseppe Levi, professor universitário, e seus três irmãos foram presos pelo totalitarismo de Mussolini.[1]

Obras literáriasEditar

  • O caminho da cidade - no original La strada che va in città (1942)
  • Foi assim - no original È stato così (1947)
  • Tutti i nostri ieri (Todas as nossas lembranças ou Todos os nossos ontens), 1952, romance - publicado no Brasil pela Círculo do Livro e pela Companhia das Letras
  • Valentino (1957)
  • Sagittario (1957)
  • Le voci della sera (1961)
  • Le piccole virtú (As pequenas virtudes), 1962, crônicas - publicado no Brasil pela Companhia das Letras
  • Lessico famigliare (Léxico familiar), 1963, romance - publicado no Brasil inicialmente pela Cosac Naify e posteriormente pela Companhia das Letras
  • Mai devi domandarmi (1970)
  • Caro Michele (1973), romance epistolar - publicado no Brasil pela Cosac Naify
  • Vita immaginaria (1974)
  • Famiglia (Família), 1977, contos - publicado no Brasil pela José Olympio
  • La famiglia Manzoni (A família Manzoni), 1983, romance - publicado no Brasil pela Companhia das Letras
  • La città e la casa (1984)

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.