Abrir menu principal

O Natalismo (também chamado de pronatalismo ou posição pró-nascimento) é uma doutrina que incentiva a reprodução humana.[1] O natalismo defende o aumento da população para garantir a continuidade da humanidade. Em políticas públicas, geralmente se busca criar incentivos financeiros e sociais para que as populações se reproduzam. Aderentes a ações mais rigorosas do natalismo procuram limitar o acesso ao aborto e à contracepção. O natalismo é uma forma de populacionismo oposto ao antinatalismo e ao malthusianismo.[2]

Referências

  1. «God's Babies: Natalism and Bible Interpretation in Modern America - Open Book Publishers». Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  2. País, Ediciones El (21 de março de 1995). «Tribuna | La natalidad, el nacionalismo y la guerra». EL PAÍS (em espanhol) 
  Este artigo sobre demografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.