National Geographic (canal de televisão)

Canal de televisão por assinatura

National Geographic (anteriormente National Geographic Channel; abreviado e registrado como Nat Geo ou Nat Geo TV) é uma rede americana de televisão paga e o canal principal de propriedade da unidade National Geographic Global Networks da Disney General Entertainment Content e National Geographic Partners, uma joint venture entre a The Walt Disney Company (73%) e a National Geographic Society (27%),[2] com a gestão operacional realizada pela Walt Disney Television.

National Geographic
Logotipo do canal
País Estados Unidos
Fundação 7 de janeiro de 2001; há 22 anos
Proprietário National Geographic Global Networks
(Disney General Entertainment Content e National Geographic Partners)[1]
Sede Manhattan, Nova Iorque, EUA
Formato de vídeo 480i (SDTV)
720p (HDTV)
Canais irmãos
Cobertura Mundial Mundo
Nome(s) anterior(es) National Geographic Channel (2001–2016)
Página oficial nationalgeographic.com/tv
Disponibilidade digital
YouTube TV, Hulu + Live TV, Sling TV, FuboTV

O canal principal exibe programas de televisão de não ficção produzidos pela National Geographic e outras produtoras. Como o History (que era 50% propriedade da Disney através da A&E Networks) e o Discovery Channel, o canal apresenta documentários com conteúdo factual envolvendo natureza, ciência, cultura e história, além de alguma programação de entretenimento pseudocientífico e de realidade. Sua principal rede irmã em todo o mundo, incluindo os Estados Unidos, é a Nat Geo Wild, que se concentra na programação relacionada a animais, incluindo o popular Dog Whisperer com Cesar Millan.

Em fevereiro de 2015, a National Geographic estava disponível para aproximadamente 86.144.000 domicílios com televisão por assinatura (74% dos domicílios com televisão) nos Estados Unidos.[3]

Visão geralEditar

Nos Estados Unidos, o National Geographic Channel foi lançado em 7 de janeiro de 2001,[4] como uma joint venture da National Geographic Television & Film e da Fox Cable Networks. A National Geographic oferece experiência em programação e o Fox Networks Group oferece sua experiência em distribuição, marketing e vendas de publicidade.

 
Logotipo do National Geographic Channel (2005–2013)

The '90s: The Last Great Decade, uma série de documentários narrada por Rob Lowe, atraiu 1,10 milhão de espectadores e foi a segunda transmissão de julho com maior audiência na história da classificação do National Geographic Channel. The 2000s: A New Reality, também narrado por Lowe, estreou em 12 de julho de 2015.[5]

Em 14 de novembro de 2016, o National Geographic Channel foi renomeado simplesmente como National Geographic, retirando o "Channel" de seu nome.

Em 14 de dezembro de 2017, em um acordo, a The Walt Disney Company anunciou que compraria a maioria da 21st Century Fox. A Disney assumiria o controle do controle acionário da Fox na parceria com a National Geographic a partir de então.[6] Após a aquisição, a National Geographic e seus canais irmãos foram incorporados à Walt Disney Television, com o presidente da National Geographic Partners reportando-se diretamente ao presidente da Walt Disney Television.[7] A Disney fechou oficialmente o negócio em 20 de março de 2019, tendo então adicionado a Nat Geo ao seu portfólio de redes.[2]

Programas de televisãoEditar

Programas de televisão do National Geographic Channel, em ordem alfabética:

Música de fanfarra temáticaEditar

A música de fanfarra do National Geographic Channel, que é tocada no início de muitos dos programas de televisão do canal, foi composta por Elmer Bernstein. Foi originalmente escrito em 1964 para os especiais de televisão da Society, que foram transmitidos na CBS, ABC, PBS e NBC de 1964 até o início dos anos 2000.

Outros canais da National Geographic nos EUAEditar

National Geographic HDEditar

 
Logo do National Geographic Channel HD.

A transmissão simultânea de alta definição em 720p dos Estados Unidos do National Geographic Channel foi lançada em janeiro de 2006. Está disponível em todos os principais provedores de cabo e satélite.

Nat Geo WildEditar

 Ver artigo principal: Nat Geo Wild

Nat Geo Wild (estilizado como Nat Geo WILD ou abreviado como NGW) é um canal de TV a cabo/satélite focado em programas relacionados a animais. É uma rede irmã do National Geographic Channel e é o último canal a ser lançado em conjunto pela National Geographic Society e pela Fox Cable Networks. Foi lançado nos Estados Unidos em 29 de março de 2010, com foco principalmente na programação de vida selvagem e história natural.

Nat Geo MundoEditar

Nat Geo Mundo
País Estados Unidos (em espanhol)
Fundação 2011; há 12 anos
Proprietário National Geographic Society
Formato de vídeo 480i (SDTV)
Cobertura Nacional

Nat Geo Mundo é transmitido em espanhol latino-americano, e foi lançado em 2011.[10] Compartilha a programação com o Nat Geo Channel disponível nos países hispano-americanos. O canal é de propriedade total da National Geographic Society, sem envolvimento da Disney General Entertainment Content.

Nat Geo TVEditar

O Nat Geo TV é um aplicativo para smartphones e tablets, junto com o Windows 10. Ele permite aos assinantes dos provedores de televisão paga participantes (como Time Warner Cable e Comcast Xfinity) várias opções de visualização:

  • episódios individuais das séries e documentários originais da National Geographic e Nat Geo Wild (que são disponibilizados ao vivo)

Controvérsias e críticasEditar

Em 2013, a rede começou a exibir o reality show Are You Tougher Than a Boy Scout?. O National Geographic Channel foi criticado por sua associação com os Boy Scouts of America, uma organização que, até uma votação em maio daquele ano que anulou sua proibição, havia proibido membros abertamente gays.[11]

Arqueólogos têm protestado que programas da National Geographic, como Diggers e Nazi War Diggers, promovem a pilhagem e a destruição de sítios arqueológicos, promovendo o trabalho de caçadores de souvenirs e negociantes de colecionáveis que detectam metais.[12] Em 2013, o National Geographic Channel desencadeou uma tempestade de controvérsias com seu reality show Diggers. Arqueólogos profissionais da Society for Historical Archaeology, o maior grupo acadêmico preocupado com a arqueologia do mundo moderno (1400 d.C. – presente), criticaram duramente a rede por promover o roubo de materiais culturais em terras públicas e privadas.[13] O programa Nazi War Diggers foi acusado de mostrar tratamento não científico e desrespeitoso de restos humanos. Uma citação promocional de um negociante de relíquias militares: "Sinto que, ao vender coisas relacionadas ao nazismo e por muito dinheiro, estou preservando coisas com as quais os museus não querem lidar," foi removida do site do canal em março de 2014. A National Geographic lamentou a forma como a série foi apresentada por seu próprio site, mas sustentou que muitas das acusações contra a série foram baseadas em desinformação..[14] O programa foi repaginado, em meio a polêmica, como Battlefield Recovery para exibição durante 2016 no Channel 5 no Reino Unido.[15]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. Low, Elaine (10 de novembro de 2020). «Disney Reorganizes TV and Streaming Content Units Under Peter Rice». Variety. Consultado em 10 de novembro de 2020 
  2. a b Littleton, Cynthia (19 de março de 2019). «Disney Closes $71 Billion 21st Century Fox Deal». Variety. Consultado em 3 de abril de 2019 
  3. Seidman, Robert (22 de fevereiro de 2015). «List of how many homes each cable network is in as of February 2015». TV by the Numbers. Zap2it. Consultado em 14 de março de 2015. Arquivado do original em 23 de fevereiro de 2015 
  4. «Doctoring the Health Channel» (PDF). Broadcasting & Cable. 8 de janeiro de 2001. p. 12. Consultado em 8 de agosto de 2021 
  5. Gabrielle Pantera. «Nat Geo Channel The 2000s, Rob Lowe Narrates the Naughties». HollywoodDailyStar.com. Consultado em 12 de julho de 2015 
  6. «The Walt Disney Company To Acquire Twenty-First Century Fox, Inc., After Spinoff Of Certain Businesses, For $52.4 Billion In Stock» (Nota de imprensa). The Walt Disney Company. 14 de dezembro de 2017. Consultado em 14 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 14 de dezembro de 2017 
  7. Andreeva, Nellie (8 de outubro de 2018). «Disney Unveils Top TV Executive Structure Post Fox Acquisition: Peter Rice, Dana Walden, John Landgraf, Gary Knell Joining». Deadline. Consultado em 9 de outubro de 2018 
  8. «Apocalypse 101» – via www.imdb.com 
  9. «Building Wild» – via www.imdb.com 
  10. «National Geographic Launches Nat Geo Mundo, New Network For Multi-Generational And Bicultural U.S. Latinos». 4 de abril de 2011. Consultado em 6 de julho de 2011. Arquivado do original em 1 de julho de 2011 
  11. Wong, Curtis (24 de janeiro de 2013). «Boy Scout Reality Series Deemed Anti-Gay 'Marketing Ploy' By LGBT Activists». Huffington Post 
  12. «Two Popular TV Shows Under Fire From Archaeologists». HuffPost. 2 de março de 2012 
  13. «National Geographic's Diggers: is it better?». Society for Historical Archaeology. Consultado em 13 de julho de 2016 
  14. Mashberg, Tom (28 de março de 2014). «TV Series Is Criticized in Handling of Deceased» – via NYTimes.com 
  15. «Channel 5 accused of supporting 'grave-robbing' over TV show Battlefield Recovery». the Guardian (em inglês). 8 de janeiro de 2016. Consultado em 7 de janeiro de 2021 

Ligações externasEditar