Negritude Júnior

Negritude Júnior é um grupo de pagode paulista formado em 1986, em Carapicuíba.[1]

Negritude Júnior
O grupo com Diogo Nogueira, na TV Brasil, 2013
Informação geral
Origem Carapicuíba, SP
País  Brasil
Gênero(s) samba
pagode
pagode romântico
Período em atividade 1986 - hoje
Integrantes Nênê
Ari
Feijão
Claudinho
Ex-integrantes Netinho de Paula
Lino Izaguirre
Fabinho
Wagninho
Chamburcy
Página oficial www.negritudejunior.com.br

Seu período de maior sucesso aconteceu nos anos 90[2][3], onde seis dos discos gravados emplacaram vários hits nas paradas de sucesso e excelentes vendas, alcançando discos de ouro, platina e dupla platina.[4]

A formação clássica do grupo era formada por Netinho de Paula, Nenê, Wagninho, Claudinho, Feijão, Chambourcy, Ari, Lino e Fabinho.[5]

CarreiraEditar

O grupo foi criado em 1986 por Nenê, Wagninho e Claudinho. Eles se encontravam na escola de samba Camisa Verde e Branco, onde Almir Guineto também frequentava.[4] Na época, seus integrantes eram adolescentes com idades entre 12 e 15 anos.[6] Após vencer um concurso naquela escola de samba[7], o grupo foi convidado a participar de uma coletânea com dois sambas, "Triste Andança" e "Algo De Valor".[4][8] Logo veio o primeiro LP, em 1992, o independente Jeito de Seduzir (Zimbabwe). O disco chamou a atenção da EMI Odeon, que lançou o segundo LP do grupo, Natural, que rendeu disco de ouro com "Conto de Fadas".[4][8]

Em 1994, foi lançado Deixa Acontecer que teve três sucessos: "Olhos Vermelhos", "Indiferença" e "Beijo Geladinho".[4] No quarto disco, Gente da Gente de 1995, mais sucessos como "Absoluta", "Gente da Gente", "Cohab City" e "É Demais". Nosso Ninho, quinto disco, fez uma homenagem às mulheres, com "Tanajura", "Você faz falta" e "Coração Cigano".[8]

O sexto álbum, o CD Sedução Na Pele, foi um dos mais vendidos, tendo rendido discos de ouro, platina e dupla platina. As músicas "Que Dure Para Sempre", "Sedução Na Pele" e "Bom Dia" chegaram ao topo das paradas de rádio e TV.[4]

Em 2001, Netinho deixa o grupo para focar na carreira de apresentador de TV.[9][10][11]

Em 2013, Netinho tentou retornar ao grupo e montar a formação original, porém não obteve sucesso.[5] No ano seguinte, Netinho monta o grupo Familia Cohab City, com Fabinho, Wagninho e Lino.[11]

DiscografiaEditar

Álbuns de estúdioEditar

Ano Detalhes do álbum Certificações
(vendas certificadas)
1992 Jeito de Seduzir
  • Lançado: 1992
  • Gravadora: Zimbabwe
1993 Natural
  • Lançado: 1993
  • Gravadora: EMI
1994 Deixa Acontecer
  • Lançado: 1994
  • Gravadora: EMI
  • ABPD: Ouro[12]
  • Vendas totais: 100.000
1995 Gente da Gente
  • Lançado: 1995
  • Gravadora: EMI
  • ABPD: Platina duplo[12]
  • Vendas totais: 500.000
1996 Nosso Ninho
  • Lançado: 1996
  • Gravadora: EMI
  • ABPD: Platina duplo[12]
  • Vendas totais: 500.000
1997 Sedução na Pele
  • Lançado: 1997
  • Gravadora: EMI
  • ABPD: Ouro[12]
  • Vendas totais: 100.000
1998 Porcelana
  • Lançado: 1998
  • Gravadora: EMI
  • ABPD: Platina[12]
  • Vendas totais: 250.000
2000 Periferia
  • Lançado: 2000
  • Gravadora: EMI
2008 Atitude
  • Lançado: 2002
  • Gravadora:

Álbuns ao vivoEditar

  • 1999: Ao Vivo
  • 2003: Ao Vivo II
  • 2005: É Tudo Nosso
  • 2016: Ao Vivo no Studio Showlivre

Referências

  1. http://cliquemusic.uol.com.br/artistas/ver/negritude-junior Página visitada em 23 de setembro de 2013.
  2. «Pagode 90 humanizou o homem negro, mas deixou a negra fora da festa». tab.uol.com.br. Consultado em 21 de janeiro de 2022 
  3. «Pagode resiste - Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: pagode». Jornal Diário do Grande ABC. Consultado em 21 de janeiro de 2022 
  4. a b c d e f «Negritude Junior». Spotify. Consultado em 21 de janeiro de 2022 
  5. a b «Netinho tenta reativar o Negritude Júnior, mas integrantes rejeitam». O Fuxico. 2 de dezembro de 2013. Consultado em 21 de janeiro de 2022 
  6. «12 hinos do pagode dos anos 90 pra você ouvir e tocar hoje». Terra. Consultado em 21 de janeiro de 2022 
  7. «Grupo de Acesso terá maiores campeãs do Carnaval de São Paulo». Agora São Paulo. 22 de fevereiro de 2020. Consultado em 21 de janeiro de 2022 
  8. a b c «Entrevista Especial: Negritude Júnior». www.mvhp.com.br. Consultado em 21 de janeiro de 2022 
  9. «Ex-integrantes do Negritude Júnior quebram silêncio sobre separação do grupo». R7.com. 2 de dezembro de 2013. Consultado em 21 de janeiro de 2022 
  10. «Turnê reunirá ídolos do pagode no mesmo palco. Relembre os principais grupos dos anos 90». R7.com. 15 de novembro de 2013. Consultado em 21 de janeiro de 2022 
  11. a b «Após fim da banda, Netinho ficou 13 anos sem falar com integrantes do Negritude Júnior». F5. 4 de outubro de 2015. Consultado em 21 de janeiro de 2022 
  12. a b c d e f «Álbuns certificados de Negritude Júnior». ABPD. Consultado em 1 de outubro de 2012 


Ligações externasEditar


  Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.