Abrir menu principal
BandeiradeCorumbá.jpg Nhecolândia 
  Distrito de Corumbá  
Coordenadas 19° 14' 52" S 57° 01' 34" O
Localização Zona rural
População (2010)
 - Total 1 605[1]
 - Masculina 1 078[1]
 - Feminina 527[1]
Outras informações
Domicílios 635[1]
Rendimento R$ 567,73[1]
Fuso horário GMT −4 (UTC−4)
Fuso horário Brasília −1
Código postal 79.300-000
Código telefônico 67

Nhecolândia é um distrito do município brasileiro de Corumbá, no estado de Mato Grosso do Sul. Localiza-se entre os rios Negro e Taquari. Seu nome é derivado do proprietário de uma das primeiras fazendas, Joaquim Eugênio Gomes da Silva, vulgo “Nheco”[2]

Índice

GeneralidadesEditar

A região caracteriza-se por apresentar baías, salinas, savanas e campos limpos. Também é comum a presença de bosques com espécies lenhosas. Sendo um dos 6 distritos oficiais de Corumbá, tem uma população total de 1605 habitantes (sendo 1078 homens e 527 mulheres)[1], o que totaliza pouco mais de 1,6% da população total do município. Com 635 domicílios, o distrito possui rendimento médio de R$ 567,73 reais[1].

ClimaEditar

Segundo dados da estação meteorológica do distrito, gerenciada pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e localizada na fazenda Nhumirim, referentes ao período de novembro de 1993 a agosto de 2017, a temperatura mínima absoluta registrada em Nhecolândia foi de -0,6 °C em 19 de julho de 2017, batendo o antigo recorde de 0,2 °C em 26 de junho de 1994,[3] e a maior atingiu 41,5 °C em 4 de setembro de 2012.[4] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 164,2 mm em 2 de março de 2011, seguido por 123 mm em 26 de janeiro de 2017, 112,4 mm em 3 de abril de 2011 e 112 mm em 3 de março de 2011.[5] Com 455,2 mm, março de 2011 foi o mês de maior precipitação,[6] e o menor índice de umidade relativa do ar foi de 18% em 4 de setembro de 2007 e 29 de setembro de 2016.[7]

Dados climatológicos para Nhecolândia (Nhumirim)
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 39,9 38,7 39 38 36,6 35,4 37,4 40,2 41,5 41,1 41 39,8 41,5
Temperatura máxima média (°C) 33,3 33 33,3 32,4 29,7 29,1 29,8 32,3 33,1 34,2 34,1 33,6 32,3
Temperatura média compensada (°C) 27,6 27,5 27,2 25,5 22,3 21,2 20,8 22,6 24,7 27 27,3 27,6 25,1
Temperatura mínima média (°C) 23,4 23,4 22,8 20,6 16,8 15,5 14,2 15,4 18,3 21,5 21,8 22,8 19,7
Temperatura mínima recorde (°C) 14,6 18 14 7,8 5,4 0,2 -0,6 2,5 4,3 9,6 10,6 12,6 -0,6
Precipitação (mm) 172,8 142,1 128,9 68,2 55,8 17,2 10,2 17,5 33,8 100,7 135,9 163,1 1 046,1
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 11 10 9 5 4 2 2 2 2 6 8 9 70
Umidade relativa compensada (%) 82,4 83,7 84,8 82,3 81,9 81,5 76,6 70,7 69 73,5 75,7 79,4 78,5
Horas de sol 189,2 177,4 210 225,9 211,4 212,2 230,6 222 177,7 201,1 213,8 206,6 2 477,9
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[8] recordes de temperatura: 01/01/1993 a 31/08/2017)[3][4]

Referências

  1. a b c d e f g Sidra. «Corumbá». IBGE. Consultado em 9 de dezembro de 2012 
  2. Rondon Conta Sua Vida, Esther de Viveiros, Cooperativa Cultural dos Esperantistas, Rio de Janeiro, 1969
  3. a b «BDMEP - série histórica - temperatura mínima (°C) - Nhecolândia (Nhumirim) - MS». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de maio de 2018 
  4. a b «BDMEP - série histórica - temperatura máxima (°C) - Nhecolândia (Nhumirim) - MS». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de maio de 2018 
  5. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Nhecolândia (Nhumirim) - MS». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de maio de 2018 
  6. «BDMEP - série histórica - dados horários - precipitação total (mm) - Nhecolândia (Nhumirim) - MS». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de maio de 2018 
  7. «BDMEP - série histórica - dados diários - umidade relativa (%) - Nhecolândia (Nhumirim) - MS». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de maio de 2018 
  8. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de maio de 2018 

BibliografiaEditar

  • Recursos Forrageiros nativos do Pantanal mato-grossense, por Antonio Costa Allem e José Francisco Montenegro Valls. Brasília, 1987. (EMBRAPA-CENARGEN. Documentos, 8)

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Corumbá é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.