Instituto Nacional de Meteorologia

Instituto Nacional de Meteorologia (INMET)
Resumo da agência
Formação 18 de novembro de 1909 (110 anos)
Sede Brasília
Ministros responsáveis Tereza Cristina
Executivos da agência Francisco de Assis Diniz, Diretor
Agência mãe Secretaria Executiva
Sítio oficial http://www.inmet.gov.br/

O Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil (INMET) é um órgão federal da administração direta do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), criado em 1909 com a missão de prover informações meteorológicas através de monitoramento, análise e previsão do tempo e clima, concorrendo com processos de pesquisa aplicada para prover informações adequadas em situações diversas, como no caso de desastres naturais como inundações e secas extremas que afetam, limitam ou interferem nas atividades cotidianas da sociedade brasileira.

AtuaçãoEditar

Modelos de previsão numéricaEditar

Em 2012 o INMET atualizou suas ferramentas, tendo como sua linha principal de previsão numérica o Modelo Brasileiro de Alta Resolução (MBAR) com resolução horizontal de 10km e o modelo Consortium for Small-scale Modeling (COSMO) 7 km, ambos cobrindo todo o território nacional e a maior parte do território da América do Sul, e o modelo COSMO 2.8km cobrindo a região Sul do país, que engloba os estados de Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.[1] O produto MBAR 10km é executado diariamente a cada seis horas, nos horários 00Z, 06Z, 12Z e 18Z com previsão para até cinco dias. O COSMO 7 km é executado duas vezes ao dia, nos horários 00Z e 12Z com previsão para até três dias. O COSMO 2.8km é executado duas vezes ao dia, nos horários 00Z e 12Z com previsão para até 24 horas.

Alertas públicos (Alert-AS)Editar

 
Mapa contendo os avisos ativos no território nacional.

Com a finalidade de alertar a população sobre possíveis eventos meteorológicos severos foi criado o sistema Alert-AS. A plataforma serve para que o time de meteorologistas do INMET possa elaborar o aviso meteorológico, como também difundir a informação através da rede de computadores. Atualmente o sistema usa o formato XML - Common Alerting Protocol (CAP), que além de ter sido escolhido pela Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Os alertas são difundidos por diferentes meios, como o Google através de sua plataforma Google Avisos Públicos e smartphones através de aplicativos leitores de feeds RSS.

Instruções ao públicoEditar

Além de alertar ao público sobre os eventos que possam vir a causar impactos no que tange a segurança pública, as informações dos avisos também instruem a população sobre o que pode ocorrer em consequência de tais condições adversas. Faz-se necessário também conduzir o cidadão para o as medidas que devem ser tomadas diante de algum evento severo.

 
Descrição do aviso ativo no Brasil.

ClassificaçãoEditar

Cor Tipo Descrição
Nada Previsto Situação meteorológica que não inspira cuidado/atenção.
Perigo Potencial Situação meteorológica potencialmente perigosa. Cuidado na prática de atividades sujeitas a riscos de caráter meteorológico. Mantenha-se informado sobre as condições meteorológicas previstas e não corra risco desnecessário.
Perigo Situação meteorológica perigosa. Mantenha-se muito vigilante e informe-se regularmente sobre as condições meteorológicas previstas. Inteire-se sobre os riscos que possam ser inevitáveis. Siga os conselhos das autotidades.
Grande Perigo Situação meteorológica de grande perigo. Estão previstos fenômenos meteorológicos de intensidade excepcional. Grande probabilidade de ocorrência de grandes danos e acidentes, com riscos para a integridade física ou mesmo à vida humana. Mantenha-se informado sobre as condições meteorológicas previstas e os possíveis riscos. Siga as instruções e conselhos das autoridades em todas as circunstâncias e prepare-se para medidas de emergência.

EstruturaEditar

O Instituto Nacional de Meteorologia possui a seguinte estrutura para o desempenho de suas funções[2][3]:

  • Diretor do INMET
  • Assistente do Diretor
  • Assistente Técnico do Diretor
  • Coordenação-Geral de Meteorologia Aplicada, Desenvolvimento e Pesquisa
  • Coordenação-Geral de Modelagem Numérica
  • Coordenação-Geral de Sistemas de Comunicação e Informação
  • Coordenação-Geral de Apoio Operacional

Além dessa estrutura geral, o INMET conta com dez Distritos de Meteorologia (DISME), que tem a função de coordenar as ações de monitoramento dos dados climáticos pelas diversas regiões do Brasil (instalação de redes de observação, monitoramento de dados meteorológicos e inserção de dados no sistema, manutenção dos dados meteorológicos, elaborar e divulgar previsões do tempo e alertas meteorológicos, administração e gestão interna).[4]

Referências

  1. «INMET lança novos produtos de previsão do tempo e nova ferramenta de visualização» (PDF). Fevereiro de 2012. Consultado em 30 de Março de 2012. Arquivado do original (PDF) em 3 de Março de 2016 
  2. «INMET: Organograma.». INMET. 28 de dezembro de 2019. Consultado em 28 de dezembro de 2019 
  3. «Estrutura Organizacional do MAPA» (PDF). MAPA. 20 de setembro de 2016. Consultado em 28 de dezembro de 2019 
  4. «Portaria nº 522 de 05 de Abril de 2018.». Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. INMET - Regimento Interno. 5 de abril de 2018. Consultado em 28 de dezembro de 2019 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Meteorologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.