Nili Fossae

Nili Fossae é uma fratura na superfície do planeta Marte que passou por um processo erosivo e foi parcialmente preenchida por sedimentos e ejecta rico em argilas de uma cratera próxima. Sua localização aproximada é de 22°N, 75°E, e sua elevação é de −0.6 km. Nili Fossae fez parte da lista de locais potenciais para a aterrissagem da sonda Mars Science Laboratory, com chegada prevista em 2012, mas foi eliminada na seleção dos quatro locais prioritários.

Nili Fossae
Centauri Montes color.jpg

Centuri Montes vistos pelo instrumento CRISM da MRO a sul de Nili Fossae.
Planeta Marte
Região Syrtis Major e Isidis Planitia
Tipo fratura
Coordenadas 22.8° N, 283.2° W
Profundidade 0.6 km
Extensão 667 km
Quadrângulo Syrtis Major

Uma grande área apresentando olivina exposta se localiza em Nili Fossae. Em dezembro de 2008, a Mars Reconnaissance Orbiter da NASA encontrou rochas em Nili Fossae contendo minerais de carbonato, uma descoberta geológicamente significativa.[1] Outros minerais encontrados pela MRO são a esmectita de alumínio, a esmectita de ferro/magnésio, a sílica hidratada, os minerais do grupo caulinita, e os óxidos de ferro. [2] Os cientistas da NASA descobriram que Nili Fossae é a fonte de plumas de metano, levantando a questão de se a sua origem provém de fontes biológicas.[3][4]

Pesquisadores em julho de 2010 sugeriram que as rochas contendo carbonatos encontradas na região de Nili Fossae em Marte são compostos de rochas ultramórficas hidrotérmicamente alteradas. Consequentmente, atividade hidrotermal pode ter fornecido energia suficiente para atividade biológica. Evidências de organismos vivos podem ter sido preservadas.[5]

Atualmente acredita-se que Nili Fossae se originou como resultado de um impacto gigante que formou a vizinha Isidis Planitia.[6][7] Nili Fossae forma uma curva concêntrica ao redor de Isidis. Tem sido sugerido que a geração de formações tectônicas como Nili Fossae pode ser explicada por uma "Teoria do Anel Tectônico".[8] Possíveis evidências de 'vida soterrada' foram encontradas recentemente em Nili Fassae.[9]

Referências

  1. Nasa finds 'missing' Mars mineral
  2. Murchie, S. et al. 2009. A synthesis of Martian aqueous mineralogy after 1 Mars year of observations from the Mars Reconnaissance Orbiter. Journal of Geophysical Research: 114. E00D06.
  3. Mars Methane Found, Raising Possibility of Life
  4. New light on Mars methane mystery
  5. Adrian J. Brown, Simon J. Hook, Alice M. Baldridge, James K. Crowley, Nathan T. Bridges, Bradley J. Thomson, Giles M. Marion, Carlos R. de Souza Filho, Janice L. Bishop. 2010. Hydrothermal formation of Clay-Carbonate alteration assemblages in the Nili Fossae region of Mars. Earth and Planetary Science Letters, 2010; DOI: 10.1016/j.epsl.2010.06.018
  6. Potential Mars Science Laboratory Landing Site: Nili Fossae Trough
  7. Craddock, R. 1994. Geological history of Isidis Planitia and Syrtis Major Planum, Mars. Houston, Texas, LPS XXV. 291-292
  8. McKinnon, W. and H. Melosh. 1980. Evolution of planetary lithospheres: Evidence from multi-ringed structures on Ganymede and Callisto. Icarus:44. 454-471.
  9. Buried life on Nili Fossae

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Nili Fossae
  Este artigo sobre Marte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.