Abrir menu principal
Nils Poppe
Poppe em 1942
Nascimento 31 de maio de 1908
Malmö, Suécia
Nacionalidade sueco
Morte 28 de junho de 2000 (92 anos)
Helsingborg, Suécia
Ocupação Ator, diretor de cinema, dançarino e diretor de teatro
Cônjuge Inga Landgré (1949-1959)
Gunilla Poppe (1965-2000)

Nils Poppe (Malmö, 31 de maio de 1908Helsingborg, 28 de junho de 2000) foi um ator, comediante, diretor de cinema, roteirista e diretor de teatro sueco. Ele é internacionalmente famoso por seu papel em O Sétimo Selo, de Ingmar Bergman, mas na Suécia sua carreira foi de grande destaque e participou de mais de 50 filmes no cinema e na TV.

BiografiaEditar

Órfão desde criança,[1] Poppe começou como um ator de teatro em papéis dramáticos em 1930, mas rapidamente percebeu que ele era mais adequado para comédia, revista, opereta e musical, especialmente porque ele também era um bom dançarino e cantor. Foi inclusiva comparado à Charlie Chaplin em diversas ocasiões.[1] Em 1937, ele se mudou para o cinema e se tornou o principal comediante de filmes da Suécia durante a década de 1940. Consequentemente, a decisão de Ingmar Bergman de escalá-lo no Sétimo Selo surpreendeu muitos, mas com esse papel, Poppe mostrou que ele também podia transmitir muito calor e compaixão. Mais tarde, ele participaria de outro filme de Bergman, The Devil's Eye (1960).[2]

Após algum tempo de inatividade no início dos anos 1960, ele assumiu a direção de um teatro ao ar livre em Helsingborg em 1966 e retornou ao palco. Através de um acordo com a televisão sueca, ele conseguiu tornar o teatro conhecido em todo o país e também revitalizou sua própria carreira. Aposentou-se do palco aos 85 anos, ainda capaz de dançar, mas alguns anos depois sofreu diversos derrames, o que o deixou cego, sem fala e imóvel. Ele morreu aos 92 anos de idade.

Vida particularEditar

Nils Poppe foi casado duas vezes; primeiro com a atriz Inga Landgré (1949-1959), e depois para a atriz Gunilla Poppe (nascida Sundberg) (1965-2000), que era 29 anos mais nova do que ele. Ele teve dois filhos com cada esposa e três deles se tornaram atores.

Filmografia selecionadaEditar

  • Skicka hem nr. 7 (1937)
  • Melodina de Gamla Stan (1939)
  • Beredskapspojkar (1940)
  • Tre glada tokar (1942)
  • Aktören (1943)
  • Blåjackor (1945)
  • Sten Stensson até o fim (1945)
  • Ballongen (1946)
  • Pengar - en tragikomisk saga (1946)
  • Não desista (1947)
  • Soldat Bom (1948)
  • Pappa Bom (1949)
  • Greven de Gränden (1949)
  • Funcionário Aduaneiro Bom (1951)
  • O Sétimo Selo (1957)
  • O olho do diabo (1960)
  • Sten Stensson kommer tillbaka (1963)

Referências

  1. a b «Nils Poppe (1908-2000)». Find a Grave (em inglês). Consultado em 10 de maio de 2019 
  2. «Nils Poppe». IMDb (em inglês). Consultado em 10 de maio de 2019