Abrir menu principal

Wikipédia β

Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel

(Redirecionado de Nobel da Economia)
Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel 2008.

O Prémio de Ciências Económicas, oficialmente denominado Prémio do Banco da Suécia para as Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel (em sueco Sveriges riksbanks pris i ekonomisk vetenskap till Alfred Nobels minne), vulgarmente apelidado na Suécia de Prémio da Economia (Ekonomipriset), foi instituído em 1968 pelo Sveriges Riksbank, o Banco Central da Suécia, e atribuído pela primeira vez em 1969. [1]

Devido ao facto de incluir a dedicatória a Alfred Nobel, é incorretamente referido como Prémio Nobel de Economia ou Prémio Nobel de Ciências Económicas. De fato, não é concedido pela Fundação Nobel, mas sim pago com dinheiro público. As palavras "em memória de Alfred Nobel" é que causam a confusão.[1]

Entretanto, segundo a Academia Real das Ciências da Suécia, o processo de indicação, os critérios de escolha e a apresentação da decisão são conduzidos de maneira similar à dos Prémios Nobel, [2] e "conforme as regras que regulam a atribuição dos prémios criados a partir do testamento de Alfred Nobel".[3]

Alguns familiares de Alfred Nobel, notadamente seu sobrinho bisneto Peter Nobel, não aceitam que o Prémio de Ciências Económicas seja referido como um Nobel, pois o consideram como uma espécie de "campeonato de relações públicas para economistas" - algo impensável por Alfred Nobel, que desprezava "pessoas para quem os lucros são mais importantes do que o bem-estar da sociedade".[4]

LaureadosEditar

Ano N.º Imagem Nome País Citação
1969 1   Ragnar Anton Kittil Frisch   Noruega "Pelo desenvolvimento e aplicação de modelos dinâmicos à análise de processos económicos".[5]
2   Jan Tinbergen   Países Baixos
1970 3   Paul Samuelson   Estados Unidos "Pelo desenvolvimento da teoria económica estática e dinâmica e sua contribuição ativa para elevar o nível da análise na ciência económica "
1971 4   Simon Kuznets "Por sua interpretação empírica do crescimento económico, resultando em novos e profundos conhecimentos da estrutura económico-social e seus processos de desenvolvimento"
1972 5   John Richard Hicks   Reino Unido "Pelo pioneirismo na teoria do equilíbrio económico geral e à teoria do bem estar"
6   Kenneth Arrow   Estados Unidos
1973 7   Wassily Leontief "Pelo desenvolvimento da matriz de insumo-produto (input-output), conhecida como "matriz de Leontief", e sua aplicação à economia"
1974 8   Gunnar Myrdal   Suécia "Por seu trabalho pioneiro na teoria da moeda e flutuações económicas e pela análise penetrante da interdependência dos fenômenos económicos, sociais e institucionais"
9   Friedrich Hayek   Áustria /
  Reino Unido
1975 10   Leonid Kantorovich   Rússia "Pela contribuição à teoria da utilização ótima de recursos"
11   Tjalling Koopmans   Estados Unidos
1976 12   Milton Friedman "Por suas realizações nos campos da análise do consumo, da história monetária e da teoria e demonstração da complexidade da política de estabilização"
1977 13   Bertil Ohlin   Suécia "Por trabalhos revolucionários nas áreas da teoria do comércio internacional e movimento internacional de capital"
14   James Edward Meade   Reino Unido
1978 15 Herbert Simon   Estados Unidos "Por suas pesquisas sobre processos decisórios em organizações económicas"
1979 16   Theodore Schultz "Por seus trabalhos revolucionários na pesquisa do desenvolvimento econômico, considerando particularmente o problema dos países em desenvolvimento"
17   William Arthur Lewis   Reino Unido
1980 18   Lawrence Robert Klein   Estados Unidos "Pela elaboração de modelos conjunturais econômicos e sua aplicação à análise da política económica"
1981 19   James Tobin "Por sua análise dos mercados financeiros e suas relações com as decisões de despesas, empregos, produção e preços"
1982 20   George Joseph Stigler "Pelos seus estudos fundamentais sobre o funcionamento da estrutura de mercados e das causas e efeitos do controle estatal"
1983 21   Gérard Debreu "Pela introdução de novos métodos analíticos na teoria econômico-política e pela reformulação rigorosa da teoria geral de equilíbrio de mercado"
1984 22   Richard Stone   Reino Unido "Por suas contribuições fundamentais para o desenvolvimento de sistemas de contas nacionais, aprimorando substancialmente a base da análise económica empírica"
1985 23   Franco Modigliani   Estados Unidos "Por sua análise pioneira do comportamento da economia dos mercados financeiros"
1986 24   James McGill Buchanan Jr. "Pelo desenvolvimento das bases contratuais e constitucionais de tomada de decisões políticas na economia."
1987 25   Robert Solow "Por seu trabalho sobre as teorias do crescimento económico"
1988 26   Maurice Allais   França "Por suas contribuições pioneiras à teoria dos mercados na utilização eficiente dos recursos"
1989 27   Trygve Magnus Haavelmo   Noruega "Pela sua formulação probabilística dos fundamentos da econometria"
1990 28   Harry Max Markowitz   Estados Unidos "Pelo seu desenvolvimento da teoria de seleção de portfólio"
29   Merton Howard Miller "Por sua fundamental contribuição científica para a teoria de finanças corporativas"
30   William Forsyth Sharpe "Por suas contribuições fundamentais à teoria científica da formação dos preços em matéria financeira"
1991 31 Ronald Coase   Reino Unido "Por sua descoberta e clarificação da significância dos custos de transação e direitos de propriedade para a estrutura institucional e o funcionamento da economia"
1992 32   Gary Stanley Becker   Estados Unidos "Por sua extensão da análise microeconómica para uma ampla gama de comportamento humano e da cooperação humana"
1993 33   Robert Fogel "Pela renovação da investigação história económica aplicando teoria económica e os métodos quantitativos para explicar as mudanças económicas e institucionais"
34   Douglass North
1994 35   Reinhard Selten   Alemanha "Por sua análise básica de equilíbrio na teoria dos jogos não-cooperativos"
36   John Forbes Nash   Estados Unidos
37   John Harsanyi   Hungria
1995 38   Robert Lucas, Jr.   Estados Unidos "Pela sua formulação da teoria das expectativas racionais sobre o comportamento dos diferentes participantes nas actividades económicas"
1996 39   James Mirrlees   Reino Unido "Por suas contribuições em dívida à teoria económica dos incentivos a diferentes níveis de informação para os participantes do mercado“
40   William Vickrey   Estados Unidos
1997 41   Robert Carhart Merton "Pelo seu desenvolvimento de uma fórmula matemática para a determinação dos valores de opção no mercado de acções"
42   Myron Scholes   Canadá /
  Estados Unidos
1998 43   Amartya Sen   Índia "Por sua contribuição teórica fundamental para a economia do bem-estar,de entre outras coisas nos países em desenvolvimento"
1999 44   Robert Mundell   Canadá "Por sua análise da política monetária e fiscal em diferentes regimes cambiais e de sua análise das melhores áreas monetárias"
2000 45   James Heckman   Estados Unidos "Pelo desenvolvimento de teorias e de métodos para análise de amostras seletivas"
46   Daniel McFadden "Pelo desenvolvimento de teorias e métodos para análise de escolha discreta"
2001 47   George Arthur Akerlof "Por sua análise de mercados com informação assimétrica"
48   Michael Spence
49   Joseph Stiglitz
2002 50   Daniel Kahneman   Israel /
  Estados Unidos
"Por introduzir os insights da pesquisa psicológica na ciência económica, especialmente no que diz respeito às avaliações e tomada de decisão sob incerteza"
51   Vernon Smith   Estados Unidos "Pela utilização de experimentos de laboratório como um instrumento de análise económica empírica, especialmente no estudo dos mecanismos de mercado alternativo"
2003 52   Robert Engle "Pelos métodos de análise de séries temporais económicas com variantes no tempo volatilidade "
53   Clive Granger   Reino Unido "Pelos métodos de Análise de séries temporais económicas com as tendências comuns (cointegração)"
2004 54   Finn Kydland   Noruega "Por suas contribuições à macroeconomia dinâmica: a consistência temporal da política económicas e das forças motrizes ciclos de negócios"
55   Edward Prescott   Estados Unidos
2005 56   Robert Aumann   Israel /
  Estados Unidos
"Pela sua extraordinária contribuição para a teoria dos jogos e uma melhor compreensão dos conflitos e da cooperação
57   Thomas Schelling   Estados Unidos
2006 58   Edmund Phelps "Pela sua análise intertemporal dos trade-offs em macroeconomia Política"
2007 59   Leonid Hurwicz "Pelo desenvolvimento das bases da teoria do desenho de mecanismos .(Mechanism Design)"
60   Eric Maskin
61   Roger Myerson
2008 62   Paul Krugman Pela sua análise dos padrões comerciais e áreas de actividade económica
2009 63   Elinor Ostrom Pela sua análise da governança económicas, especialmente dos bens comuns.
64   Oliver Williamson Pela sua análise da governação económica, especialmente dos limites da firma.
2010 65   Peter Diamond Pela sua análise dos mercados com fricções de procura.
66   Dale Mortensen Pela sua análise dos mercados com fricções de procura.
67   Christopher Pissarides   Chipre
  Reino Unido
Pela sua análise dos mercados com fricções de procura.
2011 68   Thomas Sargent   Estados Unidos "Pela sua investigação empírica sobre causa e efeito em macroeconomia"
69   Christopher Sims
2012 70   Alvin Roth "Pela teoria das atribuições estáveis ​​e a prática de projeto de mercado"
71   Lloyd Shapley
2013 72   Eugene Fama "Pela sua análise empírica de preços de ativos financeiros"
73   Lars Peter Hansen
74   Robert Shiller
2014 75   Jean Tirole   França "Por sua análise do poder e regulação do mercado"
2015 76   Angus Deaton[6]   Estados Unidos  Reino Unido "Por sua análise do consumo, pobreza e bem-estar"
2016 77   Bengt Holmström   Finlândia "Por suas contribuições a teoria dos contratos ".[7]
78   Oliver Hart   Reino Unido

Referências

  1. a b Thomas Magnusson e Peter A. Sjögren (2004). «Nobelpriset i ekonomi». Vad varje svensk bör veta (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB. p. 152. 654 páginas. ISBN 91-0-010680-1 
  2. «"Prize in Economic Sciences"» 
  3. «Excerto do testamento de Alfred Nobel. Fundação Nobel» 
  4. The Local; AFP (28 de setembro de 2005). «Nobel descendant slams Economics prize» (em inglês). Cópia arquivada em 13 de janeiro de 2008 
  5. «The Sveriges Riksbank Prize in Economic Sciences in Memory of Alfred Nobel 1969» (em inglês). Nobel Foundation. Consultado em 15 de junho de 2013. [...]for having developed and applied dynamic models for the analysis of economic processes. 
  6. «10 coisas que você precisa saber sobre Angus Deaton, o vencedor do Nobel de Economia». Epoca Negócios. Consultado em 12 de fevereiro de 2016. [...]O prêmio reconheceu a análise do professor de Princeton sobre consumo, pobreza e bem-estar. 
  7. «The Sveriges Riksbank Prize in Economic Sciences in Memory of Alfred Nobel 2016» (em inglês). Nobel Prize. Consultado em 12 de outubro de 2016. [...] was awarded jointly to Oliver Hart and Bengt Holmström "for their contributions to contract theory". 

Ligações externasEditar