Nuance Communications

A Nuance Communications é uma empresa de software, sediada em Burlington, Massachusetts nos Estados Unidos. A Nuance desenvolve software para processamento de imagens, reconhecimento de fala, e software de inteligência artificial. Seus produtos de reconhecimento de fala são usados pelas maiores companhias telefônicas do mundo. Em outubro de 2005, a Nuance se fundiu com a empresa Scansoft, que era uma empresa focada principalmente em software de reconhecimento de imagens, ditado e processamento de texto. Apesar de ser apresentada como fusão, aparentemente tratou-se de uma aquisição, com a Scansoft comprando a Nuance e mantendo o nome. Antes de 1999, a ScanSoft era conhecida como Visioneer. Os produtos que a Nuance herdou do portfolio da Scansoft incluem:

Nuance Communications, Inc.
Empresa de capital aberto
Slogan The experience speaks for itself
Cotação NASDAQ: NUAN
Atividade Software
Fundação 1992 (1992) como Visioneer
Sede Burlington, Massachusetts, Estados Unidos
Pessoas-chave
Empregados 13,500 (2016)[1]
Produtos Aplicações de produtividade, reconhecimento ótico de caracteres, síntese de fala, reconhecimento de fala, PDF, consultoria, contratos do governo
Lucro Aumento -$0.013 Bilhões (2016)[2]
LAJIR Aumento $0.139 Bilhões (2016)[2]
Faturamento Aumento $1.949 Bilhões (2016)[3]
Website oficial www.nuance.com

Além desses, a Nuance atualmente comercializa uma ampla gama de sotwares de reconhecimento de voz (Open Speech Recognizer, Nuance Recognizer), reconhecedores embutidos para autos, jogos e aparelhos eletrônicos (VoCon), sintetizadores de fala (Realspeak TTS), identificadores de pessoas por voz (SpeechSecure e Nuance Recognizer), sistemas de ditado para transcrições médicas (Dictaphone ExSpeech, PowerScribe, iChart, goMD)

Histórico da CompanhiaEditar

A Nuance foi fundada em 1994, a partir de um grupo de pesquisas do Stanford Research Institute (SRI), e existiu concomitantemente com a ScanSoft por vários anos. A ScanSoft foi fundadada em 1992 como Visioneer, Inc, trocando de razão social para ScanSoft em 1999.

Aquisições pela ScanSoft anteriores à fusão com a Nuance em 2005Editar

Essa aquisição ocorreu após a falência da Lernout & Hauspie. Antes, a Lernout & Hauspie havia adquirido as companhias de processamento de fala BBS, Centigram Communications Corporation, FDC, Dragon Systems (em 2000) e Kurzweil AI (em 1998).

A Philips havia anteriormente adquirido a Voice Control Systems, que por sua vez havia adquirido a Pure Speech, Scott Instruments e VPC.

Os principais produtos da SpeechWorks eram sistemas de reconhecimento de fala, que foram depois incorporados à linha de produtos da Nuance. A SpeechWorks havia anteriormente adquirido a Eloquent Technologies, Inc., de Ithaca, New York (em 2000) por $17 milhões de dólares e a T-Netix.

ScanSoft se funde com a NuanceEditar

O símbolo das ações da companhia na bolsa de valores Nasdaq mudou de SSFT para NUAN em 21 de novembro de 2005.

Aquisições da Nuance após a fusãoEditar

No BrasilEditar

A Nuance está no Brasil desde 2001, através de sua subsidiária Nuance do Brasil, com sede em São Paulo. Os clientes que usaram essa tecnologia incluem Algar Telecom, Banco Itaú, Banco Bradesco, Oi, Gradiente, Telefonica e outros.

ProdutosEditar

Referências TecnológicasEditar

CompetidoresEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  1. «Fortune 1000 page for Nuance Com». Fortune. 31 de dezembro de 2016. Consultado em 8 de março de 2017 
  2. a b «Financials for Nuance Com». Google Finance. 31 de dezembro de 2016. Consultado em 8 de março de 2017 
  3. «Financial Statements for Nuance Com - Morningstar». Morningstar.com. 31 de dezembro de 2016. Consultado em 8 de março de 2017