Abrir menu principal

O Bobo do Rei

filme de 1937 dirigido por Mesquitinha
O Bobo do Rei
 Brasil
1937 •  pb •  95 min 
Direção Mesquitinha
Produção Wallace Downey
Roteiro Joracy Camargo
Elenco Conchita de Moraes
Wanda Marchetti
Déa Selva
Gênero comédia
Música Moacyr Fenelon
Cinematografia Adam Jacko
Antônio Medeiros
Companhia(s) produtora(s) Cinédia
Distribuição D. N. - Distribuidora Nacional
Lançamento 09 de agosto de 1937
Idioma português

O Bobo do Rei[1] é um filme brasileiro de 1937 dirigido por Mesquitinha. O filme é baseado na peça homônima de Joracy Camargo. A companhia produtora pelo filme foi a Sono Films[2]

SinopseEditar

Um riquíssimo usineiro de açúcar, viúvo e vivendo em companhia de seu único filho, padece de uma profunda melancolia. Para minorar seu sofrimento, procura, então, entretenimento na figura de um cretino qualquer que se queira prestar a isso. Entre os muitos candidatos que seu secretário apresenta para preencher o 'lugar', um tal 'Pinguim', que juntamente com sua irmã 'Picolé' vive no morro da favela sob a proteção de um bom português tendeiro, agrada plenamente o 'soberano' do açúcar. Com a entrada de 'Pinguim' para a corte, como o 'bobo' do rei do açúcar, grandes transformações se operam no lar do misantropo ricaço. O 'bobo' conquista plenamente a confiança e a simpatia do seu 'soberano', tanto é assim que não tarda a sua irmãzinha vir a fazer parte dessa 'casa real'. 'Pinguim' com seu espírito atilado se assenhora de tudo e aos poucos inicia uma sabotagem em regra contra uma série de 'igrejinhas' que se formavam no palacete 'real' no intuito de avançar nos cobres do 'açucareiro'. Afinal, após uma política que se forma contra o 'bobo', que tudo enxerga e que tudo observa, cuja situação hostil quase o prejudica perante o seu 'soberano', este (o bobo) consegue alijar os seus inimigos, desmascarando um por um nas criminosas intenções, obtendo com isso uma posição privilegiada perante todos - seus inimigos e o 'rei'. O 'soberano' casa-se com uma velhota que andava às voltas com uma hipoteca; 'Picolé' também se une pelos laços matrimoniais com o 'príncipe' da 'casa real' e o 'Pinguim', que de bobo não tem nada, também arranja uma pequena - casa-se com uma das 'damas' da corte[3]

ElencoEditar

Elenco Original
Ator Papel
Conchita de Moraes Madame Larousse
Mesquitinha Pinguim
Déa Selva Elisa
Wanda Marchetti Elza
Augusto Henriques Alberto
Nilza Magrassi
Manoel Pêra Milionário Excêntrico
Darcy Cazarré
Older Cazarré
Sara Nobre
Emília Pêra
Luíza Magrassi
Brandão Filho
Elvira Pagã
Rosina Pagã

Referências

  1. «O Bobo do Rei - Filme 1937». Adoro Cinema. Consultado em 14 de dezembro de 2016 
  2. «Sono Films - Cinema Brasileiro». Cinema Brasileiro. Consultado em 14 de dezembro de 2016 
  3. «O Bobo do Rei». Cinemateca Brasileira. Consultado em 14 de dezembro de 2016